ALERTA VERMELHO

DF tem dia mais seco do ano, com umidade relativa do ar em 10% no Gama

Taxa chegou a 10% nesta sexta-feira (10/9). Verificada pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) no Gama, umidade relativa do ar foi a mais baixa de 2021. Defesa Civil alerta para cuidados com a saúde

Cibele Moreira
postado em 10/09/2021 21:55 / atualizado em 10/09/2021 22:38
 (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)
(crédito: Minervino Júnior/CB/D.A Press)

Sem previsão de chuvas no horizonte, o Distrito Federal teve o dia mais seco do ano nesta sexta-feira (10/9). O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) registrou 10% de umidade relativa do ar, por volta das 15h, na região do Gama. Essa foi a menor taxa de 2021, até o momento. 

Com o tempo mais seco, a capital federal ficou em alerta vermelho, o que indica "grande perigo para a saúde e risco de incêndios florestais". O aviso é emitido pelo Inmet após registro de umidade relativa do ar abaixo dos 12%. No período da noite, a orientação passou para alerta laranja — quando a umidade varia entre 20% e 12%. 

"O alerta vermelho, geralmente, dura poucas horas. É destinado para o período mais crítico do dia. Quando a umidade começa a subir, ele passa para outras cores, como laranja. A noite e as primeiras horas da manhã são os períodos com a umidade mais alta", explica o meteorologista Heráclio Alves de Araújo. 

Neste fim de semana, o clima deve se manter quente e seco. A previsão para este sábado (11/9) é de temperatura mínima de 12°C, e máxima de 36°C. A umidade relativa do ar deve ficar perto de 60%, pela manhã, e 10%, à tarde. 

O meteorologista afirma que, até o fim do mês, deve haver precipitações em pontos isolados, mas nada significativo. "Setembro é um mês bem seco. E, nos próximos dias, a tendência é de que fique mais, até por ser um período característico de estiagem", acrescenta Heráclio Alves.

No ano passado, o dia mais seco do ano foi registrado em 4 de outubro, nas estações meteorológicas do Gama e em Planaltina. A umidade relativa do ar chegou a 9%.

O tempo mais seco exige cuidados com a saúde, para manter o organismo hidratado. Confira as orientações da Defesa Civil: 

  • Lave as mãos com frequência e evite colocá-las na boca ou no nariz;
  • Procure manter o corpo sempre hidratado. Beba bastante água, mesmo sem sentir sede. Fique atento, em especial, à hidratação de crianças, idosos e pessoas doentes;
  • Aplique soro fisiológico no nariz e nos olhos, para evitar ressecamento;
  • Evite a prática de exercícios físicos ao ar livre entre as 10h e as 17h;
  • Use produtos para hidratar a pele, ao menos, depois do banho e antes de dormir;
  • Use chapéus e óculos escuros para se proteger do sol;
  • Aproveite a umidade produzida pelo vapor da água do banho para lubrificar as narinas;
  • Coloque toalhas molhadas, recipientes com água ou vaporizadores nos ambientes de casa, especialmente na hora de dormir;
  • Evite aglomerações e a permanência prolongada em ambientes fechados ou com ar-condicionado, pois o ressecamento das mucosas aumenta o risco de infecções pelas vias aéreas, inclusive por covid-19;
  • Mantenha a casa sempre limpa e arejada: o tempo seco aumenta a concentração de ácaros, fungos e da poeira em móveis, cortinas, bem como carpetes;
  • Procure não usar vassouras que levantem pó por onde passam. Dê preferência para aspiradores ou panos úmidos;
  • Ligue ventiladores de teto no modo exaustor, com ar direcionado para cima. Ligados para baixo, no modo ventilação, eles levantam a poeira, que se mistura ao ar;
  • Não queime lixo nem provoque queimadas por descuido ou desatenção.

  • Seca em Brasilia. Na Foto Carolina Rodrigues.
    ED ALVES/CB/D.A Press
  • Brasília amanhece sob sol forte e tempo frio
    Ed Alves / CB / DA Press
  • Durante a seca, a recomendação é adotar uma alimentação rica em frutas e verduras, e ingerir bastante líquido como água, água de coco e sucos naturais
    Carlos Vieira/CB/D.A Press
  • Seca e calor em Brasilia
    Ana Rayssa/CB/D.A Press

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE