Violência

Foragido: Homem de 29 anos é acusado de deixar pai na UTI após agressões

O pai do acusado teve costelas quebradas e está internado em estado grave no Hospital de Taguatinga

Edis Henrique Peres
postado em 21/09/2021 10:33 / atualizado em 21/09/2021 10:36
 (crédito: PCDF/Divulgação)
(crédito: PCDF/Divulgação)

Foragido da polícia, Aldinei Oliveira de Souza, 29 anos, é acusado de espancar o próprio pai, 57 anos, e deixá-lo em estado grave na unidade de terapia intensiva (UTI) do hospital de Taguatinga. O caso ocorreu em Vicente Pires, na noite de 12 de agosto, por volta das 19h. De acordo com a 8ª Delegacia de Polícia, o homem já tinha desavenças com o pai por diversos motivos, inclusive por ser desocupado.

No dia das agressões, o homem pulou o muro da casa na qual morava o pai, a mãe e uma irmã, arrombou a porta da casa e, sem dizer o motivo, começou a agredir o pai violentamente, deixando-o desacordado. As agressões só pararam quando uma das filhas chegou com o marido ao local. Além das agressões, o homem quebrou dois celulares da família e roubou R$1 mil.

O pai do agressor teve costelas quebradas e perfuração no pulmão. Ele foi atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e levado ao Hospital Regional de Taguatinga. O homem passou por uma cirurgia e continua internado em estado grave.

Após as agressões, o homem chegou a enviar, para a irmã, vídeos e áudios dele em uma festa. A delegada-chefe da 8ªDP, Jane Klebia, destaca que ele também enviou o vídeo de um homem com a língua cortada. “A intenção era ameaçar a mãe e a irmã para que não o denunciassem. No momento, ele tem mandado de prisão preventiva”, destaca a delegada.

A divulgação das fotos de Aldinei visam obter denúncias para localizá-lo. As informações podem ser dadas à polícia pelo 197.

O outro lado

De acordo com o Boletim de Ocorrência, em contato telefônico com a delegada, Aldinei disse ter agredido o pai porque a mãe reclamava das agressões físicas e psicológicas que sofria do companheiro. Ele teria ido à casa da família quando a irmã fez contato com ele e contou que a mãe estava sendo agredida pelo marido. Ao chegar à casa dos pais e olhar pela janela, viu a mãe jogada no chão, nua e embriagada, enquanto o pai, também embriagado, a xingava.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE