Fogo

Incêndio na Chapada tem bombeiro com covid-19 e brigadista gravemente ferida

Ao menos dois militares tiveram a confirmação da doença nesta quarta-feira (22/9). No total, 20 bombeiros do Estado de Goiás estão atuando no combate ao fogo na Chapada

Cibele Moreira
postado em 22/09/2021 11:16 / atualizado em 22/09/2021 14:01
Incêndio na Chapada já dura 16 dias -  (crédito: Marcelo Amaral)
Incêndio na Chapada já dura 16 dias - (crédito: Marcelo Amaral)

O combate aos incêndios que consomem vários pontos da Chapada dos Veadeiros tem mobilizado uma equipe de mais de 170 pessoas. Não bastasse as condições extremas enfrentadas pelas equipes que tentam conter as chamas, alguns militares do Corpo de Bombeiros do Goiás e brigadistas do Centro Nacional de Prevenção e Combate aos Incêndios Florestais (Prevfogo) do Ibama testaram positivo para a doença.

O Correio apurou que há, ao menos, dois bombeiros do Estado de Goiás infectados. Os dois estão em casa, em Goiânia, se recuperando do novo coronavírus. O restante da equipe está sendo testada. Ainda nesta terça-feira (22/9), uma brigadista do  Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMbio) ficou gravemente ferida durante o combate às chamas.

No total, são 40 bombeiros (20 do Goiás e 20 do DF) se revezando diuturnamente para combater as chamas que consomem a mata do cerrado. O incêndio na Chapada dos Veadeiros já dura 16 dias.

Foram 23 mil hectares de área queimada, sendo 5 mil localizados dentro do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros e 18 mil nas imediações.

De acordo com o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMbio), a maioria dos focos de incêndio são criminosos. A Polícia Civil e a Polícia Ambiental investiga os casos.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE