Trânsito

Novo programa de melhoria das vias públicas ficará a cargo do Detran-DF

Iniciativa do GDF busca resolver questões como falta de pintura em faixas, bueiros sem tampa e problemas de iluminação pública. Autarquia coordenará processo de diagnóstico das falhas

Ana Isabel Mansur
postado em 13/10/2021 15:27 / atualizado em 13/10/2021 23:02

O Governo do Distrito Federal (GDF) lançou um programa com objetivo de solucionar problemas nas ruas da capital do país. Decreto assinado pelo governador Ibaneis Rocha (MDB), publicado nesta quarta-feira (13/10), cria o Programa de Identificação de Melhorias nas vias públicas.

O documento prevê que o Departamento de Trânsito do Distrito Federal (Detran-DF) ficará responsável por coordenar o processo de identificação dos problemas nas ruas, como falta de pintura de faixa de pedestre, bueiros sem tampa e vias sem iluminação pública. Zélio Maia, diretor-geral da autarquia, explicou ao Correio que a ideia é antecipar a solução dos problemas, para evitar transtornos no tráfego. 

"Haverá mapeamento completo de todos os problemas ligados à mobilidade. Criei uma comissão interna para (fazer) uma pré-avaliação, e os resultados serão entregues até sexta-feira (15/10)", afirmou. A partir do levantamento, será possível identificar os responsáveis pela solução, como Departamento de Estradas de Rodagem do Distrito Federal (DER-DF), Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb) e Companhia Urbanizadora da Nova Capital (Novacap).

Na sequência, o Detran-DF reunirá os órgãos envolvidos para seleção da equipe que promoverá uma avaliação completa do cenário. O texto do decreto determina que caberá à autarquia coordenar o diagnóstico, para que a contratação da empresa responsável pelo detalhamento dos problemas ocorra por meio de convênio entre órgãos do Executivo local.

A proposta, segundo Zélio Maia, é definir não apenas onde, mas quais são as dificuldades em questão. "Às vezes, uma faixa de pedestres está mal-iluminada. Não por falta de energia no local, mas porque há uma árvore em frente ao poste. A poda, porém, não é responsabilidade do Detran, assim como o rebaixamento  (das calçadas) nas faixas de pedestres para acessibilidade de cadeirantes também fica a cargo de outro órgão", exemplificou o diretor-geral da autarquia no DF. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE