PANDEMIA

DF se aproxima de 11 mil mortes em decorrência da covid-19

Secretaria de Saúde confirmou mais 318 casos e nove óbitos nesta segunda (8/11). Pasta deixou de divulgar dados do fim de semana e não será mais possível calcular médias móveis

Ana Isabel Mansur
postado em 08/11/2021 18:57
Das mortes notificadas, uma ocorreu nesta segunda (8/11) — um homem acima de 80 anos, morador de Ceilândia e imunossuprimido -  (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)
Das mortes notificadas, uma ocorreu nesta segunda (8/11) — um homem acima de 80 anos, morador de Ceilândia e imunossuprimido - (crédito: Marcelo Ferreira/CB/D.A Press)

Desde o início da pandemia da covid-19, o Distrito Federal acumula 10.920 vítimas da doença — nove registros são desta segunda-feira (8/11). Com mais 318 casos em 24 horas, a capital soma 515.957 infecções, das quais 503.354 (97,6%) são pessoas consideradas recuperadas.

Desde este fim de semana, a Secretaria de Saúde do DF passou a divulgar apenas os boletins epidemiológicos — que trazem as informações de óbitos e casos em 24 horas — dos dias úteis. Com a medida da pasta, não será mais possível calcular as médias móveis da doença, já que os cálculos são feitos com os valores do dia e dos seis anteriores.

Os números, refeitos diariamente, ajudam a visualizar a evolução da pandemia, porque suavizam eventuais atrasos nas notificações. A taxa de transmissão da covid-19, que mede a reprodução da doença, está em 0,72 nesta segunda-feira (8/11) — cada 100 pacientes infectados podem contaminar outros 72. 

Boletim

Das mortes notificadas, uma ocorreu nesta segunda (8/11) — um homem acima de 80 anos, morador de Ceilândia e imunossuprimido. O restante das vítimas faleceu entre 21 de agosto e esse domingo (7/11). Apenas um paciente não sofria de nenhuma comorbidade.

Cardiopatia acometia cinco pessoas, e distúrbios metabólicos, uma. Uma vítima era obesa e duas apresentavam nefropatia. Além do óbito do dia, um paciente tinha imunossupressão.

Mudança

A decisão de não mais divulgar os dados da pandemia aos fins de semana e feriados, segundo comunicado emitido pela Secretaria de Saúde, se baseia na queda de casos e óbitos registrados diariamente.

"A Secretaria de Saúde informa que os boletins de casos e óbitos por covid-19 serão publicados somente nos dias úteis, sem divulgação em finais de semana e feriados. Tal medida ocorre pela queda de captação dos dados em dias não úteis. Por esse motivo, os laboratórios particulares compilam as informações e as encaminham no dia útil seguinte", avisou a pasta, em nota.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE