Eleições

Eleição da OAB-DF vai até as 18h; advogados escolhem novo presidente do órgão

Cinco candidatos disputam o cargo. Escolhido comandará a OAB-DF pelos próximos três anos

Renata Nagashima
postado em 21/11/2021 12:36
 (crédito:  Ed Alves/CB/D.A Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A Press)

A Seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF) realiza, desde às 10h deste domingo (21/11), a eleição para a escolha do novo presidente que vai comandar a entidade pelos pelo triênio de 2022 a 2024. A eleição, neste ano, acontece de forma híbrida, podendo ser realizada presencial ou virtualmente. O resultado será divulgado hoje às 18h.

Cinco candidatos: Délio Lins e Silva Júnior, Evandro Pertence, Guilherme Campelo, Renata Amaral e Thais Riedel concorrem ao principal cargo do órgão. Segundo o regimento atual da entidade, vencerá a chapa que conquistar o maior número total de votos. O resultado é esperado por cerca de 45 mil advogados ativos no DF. Para votar, o advogado deve estar com a inscrição na OAB-DF ativa e em dia com as contas da entidade.

O clima em um dos principais locais de votação, no Instituto Brasileiro de Ensino, Desenvolvimento e Pesquisa (IDP), na Asa Sul, era tenso e de muita rivalidade entre as chamas da advogada Thaís Riedel e a do advogado Délio Lins. Aglomeração, gritos e troca de ofensas marcaram a manhã de votação para a escolha do presidente da chapa.

Expectativa

A advogada Helena Souza, 53 anos, está com altas expectativas para a nova gestão que pode assumir o comando da OAB. “Precisamos de melhorias na taxa de assistência, no nosso plano de saúde e que defendam mais as nossas prerrogativas, que foram negligenciadas nesses últimos anos. A nova gestão está trazendo essa expectativa de que o advogado vai ser mais preservado e valorizado, principalmente advogado iniciante”, afirma.

Esse ano, foi a primeira vez que as eleições da OAB aconteceram de forma híbrida, antes os advogados poderiam votar apenas presencialmente. Para a advogada, o sistema é justo e beneficia tanto o advogado que não tem confiança em votar on-line quanto o que ainda não se sente seguro na rua. “Nesse último ano as coisas aceleraram demais. Consequentemente a tecnologia também. Passamos a resolver tanta coisa on-line, por que não a votação? Muita gente ainda não se sente seguro para sair de casa, então votar on-line foi uma boa solução”, aponta.

Confira o perfil dos candidatos a presidente da OAB-DF:

>> Délio Lins e Silva Junior é advogado criminalista e o atual presidente da OAB-DF. Cursou direito no Centro Universitário de Brasília (Ceub), completando a graduação em 2000. É pós-graduado em direito penal econômico, mestre e doutorando em ciências jurídico-criminais pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra. Délio foi professor universitário e presidente da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante e a de Honorários.

>> Thaís Riedel é sócia-diretora da Advocacia Riedel, professora de direito previdenciário e trabalhista no Ceub, mestre em direito previdenciário e especialista em direito processual civil. Formada também em ciências políticas, Thaís é presidente do Instituto Brasiliense de Direito Previdenciário e da Associação Confederativa Brasileira da Advocacia Previdenciária. Já foi presidente de Seguridade Social da OAB-DF e vice-presidente da Comissão de Direito Previdenciário da Ordem dos Advogados do Brasil — Conselho Federal.

>> Guilherme Campelo é advogado tributarista. O candidato atuou como presidente da Comissão de Direito Tributário da Associação Brasileira dos Advogados (ABA). Além disso, Guilherme recebeu três medalhas de reconhecimento ao trabalho: a da ordem do mérito judiciário do trabalho, no grau oficial do Tribunal Superior do Trabalho; a do mérito profissional em ciências jurídicas, outorgada pela Academia Brasileira de Ciências, Artes, História e Literatura; e a ordem do mérito judiciário Ruy Barbosa, outorgada pela Academia Latino-Americana de Ciências Humanas.

>> Renata Amaral é advogada com especialização em direito privado e doutoranda em ciências jurídicas pela Universidad Católica Argentina. Sócia do Escritório de Advocacia Zveiter, no Rio de Janeiro, a candidata é cofundadora e atual presidente da Associação de Advogadas pela Igualdade de Gênero e Raça. Dentro da ordem, ocupou os cargos de presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais e da Comissão da Mulher Advogada da OAB/DF.

>> Evandro Pertence é formado em direito pela Universidade de Brasília (UnB), com pós-graduação em direito processual e direito econômico e das empresas. Nos anos de 2001-2003 foi membro nas comissões de Direitos Humanos e do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-DF. Em 2002, assumiu a presidência da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante. Evandro foi conselheiro federal por duas vezes e vice-presidente nacional da Comissão de Prerrogativas na OAB Nacional. Atuou como desembargador no Tribunal Regional Eleitoral do DF (TRE-DF).

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE