Violência

Ministro do TCU e família ficam com arma na cabeça em tentativa de roubo

Segundo informações da Polícia Militar, dois homens invadiram a residência do ministro Benjamin Zymler para roubar. Um dos criminosos estava armado

Ana Maria Pol
postado em 05/12/2021 11:31 / atualizado em 07/12/2021 16:42
 (crédito: Marcelo Ferreira/CB)
(crédito: Marcelo Ferreira/CB)

O ministro do Tribunal de Contas da União (TCU), Benjamin Zymler foi vítima de tentativa de roubo no Lago Sul, onde vive com a família. Na tarde de sábado (4/11), dois homens invadiram a residência, anunciaram o assalto e o renderam apontando uma arma para a cabeça dele.

A abordagem ao magistrado ocorreu por volta das 15h30 e o crime só não se consumou porque a cadela da família começou a latir. “A nossa cachorra começou a latir, e atraiu a atenção da vigilância da rua. Quando eles viram o vigilante, fugiram”, conta o ministro.

Segundo Zymler, apesar de pequena, a cadela tem o costume de latir muito. “Ela é da raça spitz alemão, preta, e acompanhou os bandidos, latindo, durante todo o percurso que fizeram dentro de casa. Foi isso que chamou a atenção”, ressalta. Policiais militares patrulharam a área em busca dos suspeitos mas, até o momento, ninguém foi localizado.

De acordo com o ministro, além dele, estavam em casa a filha e a esposa. “Eles entraram pelos fundos da casa. Na hora, estava trabalhando no escritório quando me renderam e perguntaram quem mais estava na residência. Foram até a minha filha, minha esposa, e nos deixaram todos juntos”, conta.

Durante todo o tempo em que a dupla de assaltantes ficou em casa, o ministro teve a arma apontada para a sua cabeça. “Demorou cerca de 15 minutos”, diz. Para ele, a cena foi um filme de terror. “Foi traumatizante, mas ainda bem que não houve nada mais sério”, reitera.

A ocorrência é investigada pela 10ª Delegacia de Polícia (Lago Sul). Na unidade policial, ninguém quis falar sobre o fato. "Não comentamos caso em investigação", afirmou um dos agentes com quem nossa equipe falou. A Divisão de Comunicação da Polícia Civil informou apenas que o caso está registrado como tentativa de roubo com restrição de liberdade.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE