SEGURANÇA

Comparsa dos "Irmãos do pó" e chefe do tráfico em Ceilândia é preso

Mais conhecido como "Tolete", o criminoso foi detido com porções de cocaína dentro do carro. Contra o veículo, existia uma ordem de investigação oriunda da operação Sistema, deflagrada pela Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), pois a suspeita era de que o carro serviu "batedor" para o caminhão que trazia 205kg de cocaína para o DF

Darcianne Diogo
postado em 09/05/2022 07:00 / atualizado em 09/05/2022 07:01
Apelidado como
Apelidado como "Tolete", o criminoso é um dos comparsas e estava ligado aos "Irmãos do pó" - (crédito: PCDF/Divulgação)

Uma operação desencadeada pela Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu um homem, de 24 anos, investigado por chefiar o tráfico de drogas em uma quadra de Ceilândia. Apelidado como “Tolete”, o criminoso é um dos comparsas e estava ligado aos “Irmãos do pó”, presos na quarta-feira (4/5) por integrar uma organização criminosa voltada ao financiamento, transporte, armazenamento e distribuição de cocaína ao Centro-Oeste.

A operação denominada Chronos foi deflagrada pela 19ª Delegacia de Polícia (P Norte) na sexta-feira (6/5) e também chegou ao encalço de outro jovem, de 21 anos, acusado de trabalhar para Tolete. No total, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão nos endereços da dupla, em Ceilândia, no Sol Nascente e em Taguatinga.

Nos locais, os investigadores encontraram porções de crack, maconha e cocaína, uma arma de fogo calibre 9mm com oito munições, uma balança de precisão, material utilizado para cortar e embalar a droga, além de mais de R$ 15 mil proveniente do tráfico de drogas.

Comparsa dos “Irmãos do pó”

Delegado à frente do caso, Thiago Peralva, adjunto da 19ª DP, afirma que o traficante era o responsável por comandar as atividades ilícitas na QNN 3 da região. “Nas investigações ficou demonstrado que Tolete era ligado aos “Irmãos do pó”. Durante os monitoramentos realizados, o autor foi visto, inclusive, na casa dos familiares dos irmãos do pó, na última quarta-feira, no período da tarde em Samambaia, após a prisão dos mesmos”, frisou.

No automóvel conduzido pelo criminoso, os policiais da 19ª DP encontraram cocaína e constataram que havia uma determinação de sequestro oriunda da operação Sistema, deflagrada pela Coordenação de Repressão às Drogas (Cord), pois a suspeita era de que o veículo serviu “batedor” para o caminhão que trazia 205kg de cocaína para o DF e foi interceptado pela polícia posteriormente.

Na sexta-feira, o Correio revelou que um dos irmãos do pó, Gilberto Ribeiro Cardoso, responde pelo assassinato de Israel Gonçalves Silva, 20, mais conhecido como “Bagdá” e integrante da facção Comboio do Cão, executado a tiros na madrugada de 26 de julho de 2020. Bagdá, por sua vez, foi identificado como um dos responsáveis pela morte do dono da Boate Dubai Show, na QS 516 de Samambaia, em 16 de maio de 2020.

Tolete e o comparsa foram indiciados pelos crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e porte ilegal de arma de fogo. Tolete, por sua vez, teve a prisão flagrante convertida em preventiva pela Justiça em audiência de custódia. Enquanto o outro, foi liberado mediante uso de tornozeleira eletrônica.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE