Ceilândia

Audiência pública pode definir configurações de lotes em Ceilândia

A Terracap, a Secretaria de Educação e uma associação sem fins lucrativos solicitaram alterações relativas aos lotes que devem servir para diversas atividades em pontos da cidade

Correio Braziliense
postado em 20/05/2022 15:19
 (crédito: Joel Rodrigues/Agência Brasília)
(crédito: Joel Rodrigues/Agência Brasília)

Uma audiência pública marcada para este domingo (22/5), pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação (Seduh), vai discutir mudanças em lotes da Ceilândia. A reunião, que ocorrerá de forma virtual, foi confirmada por meio de convocação publicada no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF), nesta quinta-feira (19/5).

As solicitações feitas à Seduh se deram por motivos distintos, seguindo os interesses de cada organização. A Agência de Desenvolvimento do Distrito Federal (Terracap) pediu pelo ajuste em uma parte da QNN 11, do Setor N Norte, para caracterizar uma menor interferência com as vias do local, possibilitando a abertura de novos dutos, às vistas de um projeto urbanístico na área.

A Secretaria de Educação, por sua vez, solicitou a ampliação dos lotes do Centro de Ensino Médio 12 (na QNP 13) e do Centro de Ensino Médio 10 (QNP 30), ambos no P Norte; além do lote da QNP 26, para sustentar um novo jardim de infância, na quadra.

O terceiro dos pedidos foi feito pela Rede Urbana de Ações Socioculturais (RUAS), uma associação sem fins lucrativos que promove ações sociais, principalmente voltadas para jovens. A organização pede pela regularização de dois espaços nos Blocos B e C, da Praça do Cidadão, na M Norte.

A audiência deste domingo (22/5) está marcada para às 19h, com transmissão pela plataforma Zoom (com link de acesso liberado apenas no dia da reunião) e também pelo canal Conexão Seduh, no Youtube. Perguntas, sugestões ou recomendações deverão ser realizadas durante o evento, por meio do chat de comentários, em ambos ambientes virtuais.

*Com informações da Seduh

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE