MOBILIDADE

Catracas do Metrô são liberadas nesta segunda-feira (29/1)

Sistema de vendas por QR Code e Cartão Mobilidade ficou indisponível, o que motivou o acesso gratuito

Catracas do Metrô são liberadas na tarde desta segunda-feira -  (crédito: Tony Oliveira/Agência Brasília)
Catracas do Metrô são liberadas na tarde desta segunda-feira - (crédito: Tony Oliveira/Agência Brasília)
postado em 29/01/2024 20:08 / atualizado em 29/01/2024 20:08

As catracas da Companhia Metropolitana do Distrito Federal (Metrô-DF) foram liberadas na tarde desta segunda-feira (29/1). Em nota, a operadora informou, que o sistema de bilhetagem das estações está inoperante para a venda de bilhetes,  seja por QR Code ou pela recarga do Cartão Mobilidade.

“O sistema de pagamento por aproximação diretamente nos bloqueios (crédito e débito) está funcionando normalmente. A entrada será liberada para quem não tiver acesso a este meio de pagamento diretamente pela catraca”, disse em texto.


Expansão

A licitação para as obras de expansão da Linha 1 do metrô, em Ceilândia, foi iniciada. O edital foi publicado no Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) e inclui a elaboração dos projetos de engenharia (básicos e executivos) e execução das obras civis das estações 28 e 29.

Além da implantação dos sistemas fixos referentes à expansão da Linha 1, o trecho a ser construído será de 2,3 km. No percurso, haverá duas novas estações na Ceilândia até próximo. Elas serão construídas entre as QNO 5 e 13 e entre as QNO 7 e 15. Projeta-se o acréscimo de 12.000 passageiros por dia.

A ampliação de Ceilândia é mais um projeto do pacote de investimentos que o Governo do Distrito Federal planeja para os próximos anos do Metrô-DF. Serão investidos aproximadamente R$ 2,5 bilhões em recursos do tesouro local, da companhia e do governo federal, por meio da Caixa Econômica Federal e do BNDES, num período de 3 a 5 anos.

 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->