alagamento

Mulher é arrastada para debaixo de ônibus após chuvas em Ceilândia; vídeo

A mulher não teve ferimentos graves. A Administração Regional de Ceilândia afirmou que a chuva que ocorreu foi atípica e excedeu a capacidade da rede de drenagem

Dois homens que estavam próximos do local correram para ajudar a mulher, enquanto um terceiro sinalizou para que o motorista do ônibus permanecesse parado até que a mulher fosse resgatada em segurança -  (crédito: Divulgação/Ceilândia Muita Treta)
Dois homens que estavam próximos do local correram para ajudar a mulher, enquanto um terceiro sinalizou para que o motorista do ônibus permanecesse parado até que a mulher fosse resgatada em segurança - (crédito: Divulgação/Ceilândia Muita Treta)
postado em 06/02/2024 09:34 / atualizado em 06/02/2024 10:24

Após as fortes chuvas que atingiram Ceilândia nesta segunda-feira (5/2), uma mulher foi arrastada pela enxurrada para debaixo de um ônibus. A moradora tinha acabado de deixar uma filha na escola. Em vídeos gravados por moradores e cedidos ao Correio pela página Ceilândia Muita Treta, é possível ver o momento em que duas pessoas tentam atravessar a rua alagada, mas a mulher se desequilibra, cai e é levada pela correnteza.

Veja o vídeo:

 

Dois homens que estavam próximos do local correram para ajudar a mulher, enquanto um terceiro sinalizou para que o motorista do ônibus permanecesse parado até que a mulher fosse resgatada em segurança. Um dos que prestaram ajuda à vítima foi o professor de educação física Fernando de Morais. "Sobre fazer o bem. Essa é simplesmente minha forma de agir, é apenas sobre pensar no próximo", relatou o professor. A mulher sofreu ferimentos leves, passou por atendimento médico e foi liberada depois.

A Administração Regional de Ceilândia afirmou que a chuva que ocorreu foi atípica e excedeu a capacidade da rede de drenagem, mas que está trabalhando junto do governo do Distrito Federal para mapear "todos os pontos de alagamento da região".

O Distrito Federal está sob alerta laranja, que indica perigo para chuvas intensas, com volume de até 60 milímetros por dia. Estas também podem ser acompanhadas de rajadas de vento e trovoadas. A recomendação é monitorar as possíveis evoluções das condições meteorológicas e os alertas da Defesa Civil.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação