Crime

Empresários são alvos de operação contra furto de cabos de cobre

Na manhã desta quarta-feira (20/3), policiais civis cumpriram sete mandados de busca e apreensão contra empresários suspeitos de comprar fio de cobre furtado

Empresários ligados ao comércio de materiais recicláveis foram alvos de operação da PCDF na manhã desta quarta (20/03)  -  (crédito: PCDF/Divulgação)
Empresários ligados ao comércio de materiais recicláveis foram alvos de operação da PCDF na manhã desta quarta (20/03) - (crédito: PCDF/Divulgação)
postado em 20/03/2024 09:28

Empresários ligados ao comércio de materiais recicláveis foram alvos de uma operação da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) que investiga os crimes de furto e receptação de cabos de cobre furtados da rede pública. Na manhã desta quarta-feira (20/3), policiais da Coordenação de Repressão aos Crimes Patrimoniais (Corpatri) cumpriram sete mandados de busca e apreensão.

Também foram alvos da operação suspeitos da prática de furto desse material. O cumprimento das ordens judiciais buscam coletar evidências que corroborem com as investigações em curso.

“O furto de cabos de cobre, além de ser um crime que impacta diretamente a infraestrutura urbana e a prestação de serviços essenciais à população, representa uma ameaça à segurança pública. Os cabos de cobre são componentes vitais em diversos sistemas, desde os de fornecimento de energia até os de comunicação, e sua subtração ilegal não apenas gera prejuízos econômicos, mas também coloca em risco a vida de pessoas”, afirmou o delegado Tiago Carvalho, que está à frente do caso.

A comunidade pode colaborar com as autoridades denunciando atividades suspeitas por meio do disque-denúncia (número 197).

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação