Alerta

Saúde convoca para vacinação contra meningite, que matou 14 pessoas em 2023

O público-alvo da vacinação disponível na rede pública de saúde são crianças e adolescentes, entre 11 e 14 anos. Apenas 35% do público foi imunizado. Além das 14 mortes, a capital federal registrou 107 casos da doenças no ano passado

Somente 35% do público-alvo foi aos postos tomar a vacina, em 2023 -  (crédito: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF)
Somente 35% do público-alvo foi aos postos tomar a vacina, em 2023 - (crédito: Ualisson Noronha/Agência Saúde-DF)

O Distrito Federal registrou 107 casos e 14 mortes por meningite, em 2023, de acordo com boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde (SES-DF). Segundo a pasta, no mesmo período, apenas 35% do público alvo — crianças e adolescentes entre 11 e 14 anos — tomaram a vacina contra a doença.

De acordo com a SES-DF, a imunização com a meningocócica ACWY — que está disponível na rede — é uma das principais estratégias para evitar a meningite. Ela tem como alvo os jovens entre 11 e 14 anos e a vacinação no DF, segundo a pasta, está longe da meta de 80%. 

Para se vacinar basta ir a uma das mais de cem salas de atendimento da SES-DF com documento e a caderneta de vacinação. Referência Técnica da Vigilância (RTD) das Meningites da SES-DF, Anna Viegas disse que é um descuido não enxergar a doença como uma ameaça à saúde e que, mesmo com a tendência de redução de casos nos últimos anos, estamos falando de uma doença grave e potencialmente fatal, por isso, é fundamental lembrar que, quando ela surge, o impacto é grande.

A pasta destacou que a dose da vacina contra a meningite pode ser aplicada junto a qualquer outra vacina do calendário, com exceção da dengue, ou seja, um jovem de 11 a 14 anos pode receber o imunizante contra o HPV e a meningocócica ACWY de forma simultânea.

A doença

A meningite é uma inflamação nas meninges — membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal — capaz de causar sequelas para o resto da vida, além de haver o risco de morte.

Além da vacinação, outras medidas gerais são importantes para impedir a transmissão da meningite: lavar e higienizar frequentemente as mãos, manter os locais bem ventilados, não compartilhar objetos de uso pessoal e cobrir a boca e o nariz ao tossir ou espirrar.

Com informações da Secretaria de Saúde

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

postado em 13/05/2024 21:00
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação