Pantera Negra

Chadwick Boseman recusou trabalhos para não "manchar" imagem do rei T'Challa

De acordo com o agente do ator, Chadwick Boseman também fez questão de interpretar o rei da África da maneira mais verdadeira possível

Correio Braziliense
postado em 04/09/2020 15:00 / atualizado em 04/09/2020 15:10
Chadwick Boseman tratava com responsabilidade o papel de super-herói -  (foto: Marvel Studios/Divulgação)
Chadwick Boseman tratava com responsabilidade o papel de super-herói - (foto: Marvel Studios/Divulgação)

O ator Chadwick Boseman conquistou uma legião de admiradores ao longo da carreira, sobretudo, depois do papel icônico em Pantera Negra. Mais do que a interpretação do personagem, o ator parece ter encarado com responsabilidade a imagem do super-herói, a ponto de recusar propostas de trabalho. Em entrevista à revista The Hollywood Reporter, o agente dele, Michael Greene, afirmou que Boseman recusou negócios para não “manchar” a imagem construída como rei T’Challa.

De acordo com Greene, algumas marcas demonstraram interesse em fechar contratos com Boseman após o papel em Pantera Negra, mas o ator não teria concordado por avaliar que a proposta não condizia com o que ele gostaria de passar aos fãs. “Alguém nos abordou e disse, ‘Você quer ter parte em uma empresa de bebidas, como o George Clooney e vários outros tem feito?’. Ele disse: ‘Eu não posso. Como eu posso mostrar para crianças e jovens negros que eles podem ser super-heróis e depois fazer isso?’”, contou o agente. 

Verossímel

Além de levar a série o papel como rei de Wakanda, Boseman defendia o que acreditava. Ainda segundo relato do agente do ator, o intérprete de Pantera Negra solicitou à produção do filme que gostaria que o personagem tivesse sotaque africano e não sul-africano, para honrar a coroa como rei da África da maneira mais verdadeira possível. "'Eu sou o rei da África. Eu usarei os costumes pelos quais nós lutamos'. Era esse tipo de detalhe. Ele sempre falava 'eu me certificarei de que tudo esteja apropriado, de que estamos contando a história deste modo'", lembrou Greene. 

Chadwick Boseman morreu a última sexta-feira (28/8) em decorrência de um câncer de cólon. O legado do ator e os valores e as ideias defendidas por ele são lembrados por artistas e fãs. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação