CINEMA

Disney muda estratégia e aposta em lançamentos simultâneos no cinema e streaming

Tanto o filme solo da heroína Viúva Negra, quanto o live action da vilã Cruella De Vil, estreiam simultaneamente nos cinemas e na plataforma de streaming Disney Plus, nos Estados Unidos. Ainda não há confirmação de como será no Brasil

Correio Braziliense
postado em 23/03/2021 18:25
 (crédito: MarvelStudios/Divulgação)
(crédito: MarvelStudios/Divulgação)

Apesar de ter anunciado algumas vezes que não lançaria o filme solo da Viúva Negra no streaming, a Disney mudou a estratégia. O primeiro filme da Marvel desde 2019 seguirá o formato simultâneo de lançamento: estará nos cinemas e na plataforma Disney Plus em 9 de julho. Um pouco antes, em 28 de maio, o mesmo ocorrerá com o lançamento de Cruella, live action de 101 Dálmatas, focado na construção da vilã. No entanto, a informação é válida para o território estadunidense. Ainda não há confirmação de como será no Brasil.

Valores

Seguindo o modelo adotado com a animação Raya e o último dragão, lançada em março deste ano, a Disney abrirá a opção Premier Access para acessar as produções. Isso significa que os assinantes terão que pagar um valor extra, de US$ 30 (aproximadamente R$ 70), para assistirem às estreias, antes delas entrarem oficialmente no catálogo, após um período de tempo.

Viúva Negra

Scarlett Johansson retorna para o primeiro filme solo da heroína Viúva Negra, personagem que interpreta desde 2012 na franquia de filmes Os vingadores. Este é apenas o segundo filme da franquia protagonizado exclusivamente por uma mulher, sendo o primeiro Capitã Marvel (2019). O enredo oferece o reencontro de Natasha Romanoff, com o passado na Rússia. Com conflitos entre o presente heroico e o passado de assassinatos e espionagem profissional, a protagonista terá a ajuda de antigos conhecidos para deter uma nova ameaça e assuntos mal resolvidos da antiga ocupação. O longa também marca o início de uma nova fase no Universo Cinematográfico da Marvel que vive as consequências do final de Vingadores: Ultimato.

Cruella

Interpretada pela vencedora do Oscar Emma Stone (La la land, A mentira), e com produção executiva de Glenn Close (que eternizou o papel em 1996), o filme explora as origens e a construção de umas das maiores vilãs da cultura pop, Cruella De Vil. O enredo, ambientado no centro do movimento punk rock dos anos 1970, mostrará uma jovem Estella, nome de batismo da vilã, vivendo nas ruas de Londres e andando acompanhada de arruaceiros. A direção é de Craig Gillespie (Eu, Tonya) e o roteiro de Tony McNamara (A favorita).

Precedendo o lançamento do longa-metragem, a autora Maureen Johnson apresentará ao público em abril, o livro Hello, cruel heart, que também conta o lado desconhecido da história de Cruella/Estella, aos 16 anos, mas será ambientado na Swinging London (termo usado para enfatizar grande movimentação cultural de Londres, na época) dos anos 1960. Saiba mais.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE