Reality

Entrevista: chef Leninha Camargo revela bastidores do Mestre do Sabor

Em entrevista exclusiva, a chef Leninha Camargo contou como funcionam as gravações e o cuidado com a covid-19 e garantiu que, se ficar no programa, vai levar um toque do cerrado a todos os pratos

Mariana Araújo*
postado em 13/05/2021 21:03 / atualizado em 13/05/2021 21:35
 (crédito: Júlia Bandeira Ph)
(crédito: Júlia Bandeira Ph)

A representante do DF no programa Mestre do sabor, da Globo, Leninha Camargo, compartilhou em live no Instagram do Correio, que nunca pensou que participaria de um reality, mas que, ao receber o convite para participar do programa, pensou e estudou muito para conseguir que os três chefs aprovassem o seu prato na etapa de seleção de equipes.

"Para aceitar um convite desses, você tem que saber cozinhar, tem que ter peito para chegar e jogar. Já tenho uma carreira consolidada em Brasília, então era muito complicado para mim chegar lá e os chefs não baterem para mim", contou, em entrevista à jornalista Sibele Negromonte, subeditora da Revista do Correio.

O programa funciona com degustações à cegas. Três chefs de cozinha renomados -- Rafa Costa, Kátia Barbosa e Léo Paixão -- participam da seleção das próprias equipes na primeira etapa. Depois, os três grupos se enfrentam para determinar quem vai para a fase de eliminação.

Leninha compartilhou que um dos motivos pelo qual aceitou participar foi a proposta do programa, que valoriza os sabores brasileiros, o pequeno produtor e as riquezas que do Brasil. O prato escolhido para a apresentação foi o gateau de mandioca com requeijão e baru, cupim ao rôti de rapadura e carpaccio de abóbora. 

A chef revelou o motivo da escolha: "O cupim é muito difícil de trabalhar. Escolhi pela técnica, trazer um produto simples que dependia da técnica e que era um produto que remetia a minha infância".

Durante o preparo, Leninha testou 12 tipos de queijos diferentes para chegar ao resultado final desejado. E se engana quem pensa que o prato já estava pronto em sua cabeça. A chef contou que, durante a montagem, foi unindo seu conhecimento com técnica e com o que ela gostaria de passar na apresentação.

Leninha ainda compartilhou que faria tudo de novo e acredita que já recebeu seu prêmio. Com dois minutos de programa no ar, mais de 5 mil pessoas seguiram a chef em seu perfil no Instagram e, em 48 horas, o número de seguidores dobrou. "Acredito que deve aumentar mais. O mais importante é o retorno, o carinho é muito grande e é o melhor prêmio", afirmou.

Confira a entrevista na íntegra abaixo ou direto no Instagram, YouTube, Twitter e Facebook do Correio.

 


Escolha do chef

A escolha do chef foi feita por estratégia e reconhecimento da cozinha, segundo ela. "Eu sou apaixonada pelo Léo, mas a cozinha do Rafa me encanta", destacou. "Eu achei que tinha o mesmo perfil que o meu dentro da cozinha, foi por técnica."

Leninha aproveitou o momento para fazer uma promessa. "Se eu ficar no programa, qualquer coisa que eu fizer vai ter um toque do cerrado!"

Bastidores

O programa é gravado por etapas e o cuidado com os participantes é extremo. Leninha compartilhou que cada participante tinha um andar inteiro reservado para confinamento, não havia nenhum contato entre eles, sendo permitido apenas um por vez no elevador, e que os teste de covid-19 eram feitos em todos os dias de gravação do programa.

Carreira

Leninha está há 30 anos em Brasília, mas nasceu em Bom Despacho (MG). Quando se mudou para a capital federal, trabalhou em uma empresa de construção como tesoureira. Como a empresa entrou em processo de falência, usou a rescisão do contrato para abrir seu primeiro restaurante, Le bistrot cafê, no Hotel Metropolitan. Depois de alguns anos, vendeu o restaurante e começou a estudar, rodando o mundo para conhecer a história dos alimentos. Seus estudos renderam em um trabalho acadêmico na Universidade de Brasília (UnB) sobre os critérios de harmonizarão dos azeites, pesquisa feita em sete países.

Projetos

Em seu canal no YouTube, Chef Leninha Camargo, pretende fazer um programa de séries com conteúdos que não se acha com facilidade na internet. A série vai tratar da história dos alimentos é já tem alguns temas definidos, como plantas comestíveis não convencionais, guardiões das sementes e Comida do cerrado. 

Mestre do Sabor

Um grupo de chefs experientes precisa mostrar todo o talento ao elaborar diferentes pratos, valorizando a gastronomia nacional. Os competidores são avaliados por renomados jurados. O programa vai ao ar às quinta-feiras, às 22h, após a novela Império.

* Estagiária sob supervisão de Mariana Niederauer

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE