Música na Justiça

Rapper Djonga é notificado por uso de sample de Tim Maia

O rapper utilizou trechos de ‘Contacto com o mundo racional’ e o herdeiro de Tim Maia afirma que vai judicializar o caso; Defesa de Djonga afirma tentar acordo

Correio Braziliense
postado em 22/06/2021 15:33
 (crédito:  Arquivo CB/D.A Press e  Daniel Assis/Divulgação)
(crédito: Arquivo CB/D.A Press e Daniel Assis/Divulgação)

Um desacordo musical envolvendo Tim Maia pode acabar à justiça. Os advogados de Carmelo Maia, filho e herdeiro de Tim Maia, notificaram o rapper Djonga e o produtor Coyote Beats pelo uso de trechos da música Contacto com o mundo racional, do rei do soul brasileiro, em Eterno, faixa do álbum O menino que queria ser Deus, lançado pelo músico mineiro em 2018.

Carmelo afirmou em entrevista à Folha de São Paulo ter ficado pasmo com a situação. Segundo ele, o rapper não pediu autorização para o uso da música. Ele pontuou que espera que haja entendimento por parte de Djonga e Coyote, caso contrário ele irá judicializar o caso.

Do outro lado, a equipe do rapper trabalha por um acordo. Recentemente, Tim Maia foi adicionado como coautor da faixa. No entanto, não foi o suficiente para a defesa de Carmelo que cobra uma divisão dos lucros com a música, que, segundo eles, já rendeu aproximadamente R$ 100 mil reais a Djonga. Entretanto, o próprio Maia diz que não é sobre o dinheiro e sim sobre os créditos e falta de respeito.

De acordo com a defesa do rapper e do produtor, ainda houve a tentativa de um acordo financeiro, mas não foi para frente, pois Maia “propôs uma divisão de fonograma que é abusiva e fora de qualquer padrão seguido pelo mercado”, afirmou a defesa de Djonga e Coyote.

Vale lembrar que, historicamente, o uso de samples é comum no hip-hop, tanto brasileiro quanto mundial. O próprio Tim Maia já teve trechos usados em raps famosos, como é o caso de O homem na estrada, dos Racionais MC’s, que se apropria de trechos de Ela partiu, da fase racional do cantor, que morreu em março de 1998. Outros casos recentes são Marcelo D2 sampleando Arthur Verocai e Chico Science & Nação Zumbi e Baco Exu do Blues usando trechos de Mannish Boy, do cantor norte-americano Muddy Waters.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE