Famosos

Anitta revela que estudou economia para fazer parte de conselho da fintech

Cantora que passará a fazer parte do Conselho de Administração do Nubank afirmou que se sentiu insegura com a oportunidade

Douglas Lima - Especial para o Uai
postado em 22/06/2021 15:11
 (crédito: Anitta/Instagram/Reprodução)
(crédito: Anitta/Instagram/Reprodução)

Anitta revelou em suas redes sociais que estudou economia antes de entrar como conselheira de banco digital. A patroa participará de reuniões trimestrais com a diretoria para auxiliar nas decisões estratégicas sobre o futuro do negócio.

A dona do hit Girl From Rio explicou via stories no Instagram que não se sentia preparada para encarar o desafio administrativo e, encorajada pela equipe, decidiu se preparar para se aprofundar nos negócios.

“Fiquei conversando com a minha equipe por muito tempo e eles ficaram tentando me convencer, dizendo que eu sou capaz. Eu também tenho esse lado. Ninguém sabe, mas eu nunca acho que vou ser capaz. Falei: ‘ok’, mas antes de saber se ia aceitar ou não, quero fazer aulas de economia. Como sempre, né? Eu não consigo, se vou fazer algum negócio… não é só ser garota propaganda. É estar ali nessas reuniões com um monte de gente inteligente do mercado financeiro, e eu não entendia… achava que não entendia nada. Mas depois que fiz as aulas, vi que entendia”, afirmou.

A artista ainda contou que estudou diariamente com um especialista em economia para ver se conseguiria aceitar a oportunidade da empresa startup brasileira pioneira no segmento de serviços financeiros.

"Quero agradecer muito ao meu professor. Ele não é um professor, na verdade. É um economista que aceitou me dar aulas todos os dias", contou a artista.

Anitta é a terceira mulher do Conselho Administrativo do Nubank. Além da cantora, estão presentes Jaqueline Reses, a ex-presidente da fintech Square e atual presidente do Conselho Consultivo Econômico do banco central norte-americano (FED), e a professora da Universidade de Princeton, Anita Sands.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE