JUSTIÇA

Impedida de retirar o DIU: depoimento de Britney Spears mobiliza artistas

Cantora pop pediu pelo fim da tutela do seu pai, Jamie Spears, e fez relatos fortes sobre como está sendo tratada

Ronayre Nunes
postado em 23/06/2021 21:57 / atualizado em 24/06/2021 00:25
Segundo Britney, desde que o pai ganhou sua tutela, ela sofre com restrições pessoais e excesso de trabalho -  (crédito: Reprodução/Instagram)
Segundo Britney, desde que o pai ganhou sua tutela, ela sofre com restrições pessoais e excesso de trabalho - (crédito: Reprodução/Instagram)

A cantora Britney Spears se pronunciou, nesta quarta-feira (23/6), sobre a tutela que sofre do pai, Jamie Spears, durante uma audiência de uma ação judicial que questiona o encargo. A artista fez relatos chocantes sobre como vem sendo tratada, e levantou uma onda de solidariedade de outras celebridades.

Diversos veículos de imprensa norte-americanos acompanharam a audiência, que ocorreu de forma virtual por volta das 15h (horário de Brasília). Só foram possíveis gravações de áudio, que a própria Britney fez questão de garantir durante o pedido de um advogado para a privacidade da audiência ser mantida: "Eles fizeram um bom trabalho investigando minha vida. Portanto, sinto que deveria ser uma audiência pública e que deveriam ouvir o que tenho a dizer".

Restrições

Segundo Britney, desde que o pai ganhou sua tutela, ela sofre com restrições pessoais e excesso de trabalho. A artista confirmou que fez uma turnê forçada em 2018 (como a imprensa norte-americana já especulava) e que sequer pode andar de carro sozinho como namorado.

Além disso, a artista lembrou que já foi dopada com lítio durante um período em que ficou acompanhada por um grupo de enfermeiros: “É uma droga forte. Você fica mentalmente debilitado se tomar por mais de cinco meses. Eu me sentia bêbada, não conseguia conversar sobre qualquer coisa".

Britney também contou que, por conta da tutela, não recebeu autorização para tirar o Dispositivo Intra Uterino (DIU) que usa, o que lhe impede de ter filhos e que também é impedida de se casar. "Eles não querem que eu tenha mais filhos. A tutela está me fazendo mais mal do que bem."

A artista também lembrou que por indicação dos advogados não pode compartilhar publicamente o que sofre com o público e que a necessidade de passar por uma avaliação psiquiátrica durante a ação judicial lhe assusta: “Eu quero ser ouvida. Me fazer manter isso por tanto tempo não é bom para o meu coração. Isso me preocupa, eu não posso ser ouvida. Eu tenho o direito de usar minha voz. Meu advogado diz que eu não posso deixar o público saber o que eles fizeram comigo. As leis precisam mudar”.

Os representantes do pai da cantora não se pronunciaram ainda.

Entenda

Desde 2008, Jamie Spears e um de seus advogados, têm a tutela legal sobre a vida da artista, podem participar de várias decisões, desde assuntos financeiros até liberação para um possível casamento. A decisão da tutela foi tomada após questionamentos a saúde mental de Britney. Em 2020 a artista entrou com uma ação judicial para encerrar a tutela, mas foi negada. A atual tutela tem prazo de até setembro de 2021. Segundo o jornal The New York Times, Britney tentou por várias vezes ao longo dos anos diversas outras ações pedindo o fim da tutela.

Repercussão

Com a audiência desta quarta, diversos artistas foram a público manifestar apoio a Britney pelas redes sociais.

Mariah Carey desejou forças a Britney, enquanto Halsey celebrou a coragem da princesinha do pop. A atriz Jameela Jamil chamou o sistema de tutelas de “bizarro” e desejou sorte a Britney. No Brasil, celebridades como Maisa também se pronunciaram.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE