Inglaterra

Ex-apresentador é condenado após 2 pessoas morrerem em acidente de carro

Após confessar ter responsabilidade sobre o acidente e revelar que estava sob efeito de drogas, Paul Ballard foi condenado a nove anos de prisão

Victória Olímpio
postado em 12/08/2021 15:08
 (crédito: GMTV/Reprodução e Paul Ballard/Facebook/Reprodução)
(crédito: GMTV/Reprodução e Paul Ballard/Facebook/Reprodução)

Paull Ballard, ex-apresentador de TV infantil, foi condenado a nove anos de prisão após admitir que matou duas pessoas em acidente de carro, em Londres. De acordo com o Daily Mail, quando ocorreu a colisão, em fevereiro do ano passado, ele estava sob efeito de cocaína e maconha.

Na ocasião, oito carro estiveram envolvidos e pelo menos sete pessoas precisaram ser levadas ao hospital. O apresentador revelou que dirigia a mais de 140 km/h, numa via de velocidade de 48 km/h. A primeira vítima foi Eileen Haskell, de 64 anos. Ela morreu no local do acidente após Paul bater na traseira do carro.

O professor Richard Trezise, de 48 anos, foi a segunda vítima e estava com a família em ponto de ônibus quando foi atropelado, falecendo também no local. Paul estava com o filho de 12 anos no banco do passageiro e afirmou que sofreu uma convulsão antes do acidente.

"Tanto o Sr. Trezise quanto a Sra. Haskell foram declarados mortos no local. Milagrosamente, seu filho só teve ferimentos leves. Nem é preciso dizer que nenhuma sentença que estou impondo a você parecerá adequada para qualquer um deles ou será capaz de compensar qualquer uma das famílias pela perda absolutamente devastadora. Você dirigiu com seu filho de 12 anos de idade ao seu lado, colocando-o em risco substancial", apontou o juiz.

Ainda segundo o site, Paul foi condenado recentemente por estuprar uma mulher em hotel. Ele ainda aguarda sentença por esse crime. A fama do apresentador cresceu durante o programa Diggit, na GMTV, que passou entre 1998 e 2002.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE