TRAGÉDIA

Avião de acidente de Marília Mendonça foi da dupla Henrique e Juliano

Dupla sertaneja vendeu a aeronave em 9 de julho de 2020 para a empresa PEC Táxi Aéreo

Estado de Minas
postado em 08/11/2021 23:49
 (crédito: Redes sociais/Reprodução)
(crédito: Redes sociais/Reprodução)

O avião bimotor C90A, que transportava a cantora Marília Mendonça pertencia à dupla sertaneja Henrique & Juliano antes de ter sido vendida à PEC Táxi Aéreo. A informação foi divulgada nesta segunda-feira (8/11) pela assessoria de imprensa da cantora.

A aeronave decolou de Goiânia com destino a Caratinga (MG), onde a cantora teria uma apresentação na noite de sexta-feira (5/11). O acidente, que ocorreu próximo à cidade de Piedade de Caratinga, no Vale do Rio Doce, ainda está em investigação.

Em nota, a assessoria informou que "Henrique & Juliano venderam a aeronave de modelo C90A, número de série LJ-1078, pouso convencional 2 motores turbo-hélice em 09 de julho de 2020 para empresa PEC TAXI AEREO."

A companhia disse que o avião envolvido na queda estava "plenamente aeronavegável", com homologação na Anac, e que o piloto e copiloto tinham todos os treinamentos atualizados, com experiência em voos.

A Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) confirmou que o avião atingiu fios de alta tensão da empresa antes do acidente. Todos que estavam na aeronave morreram.

A assessoria da cantora ainda frisou que Marília ''sempre se preocupou com a sua segurança e de toda a equipe, por isso, não agendava nenhum tipo de compromisso seguidos no mesmo dia, seja demandas de imprensa, shows e outros tipos de apresentações".

Assessoria lamenta erro

Ao tomar conhecimento do acidente, a assessoria de imprensa da artista informou que buscou informações de fontes confiáveis. Elas informaram que estaria tudo bem e que todas as pessoas estavam sendo conduzidas ao hospital, somente para realizar procedimento padrão.

''Passados menos de 20 minutos, as mesmas (fontes) notificaram a equipe sobre a fatalidade. A notícia foi repassada, primeiramente, aos familiares das vítimas'', informou.

Em nota, a assessoria ainda informa que ''em nenhum momento o equívoco foi intencional, sempre prezamos pela ética profissional e moral''.

Tags

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE