Streaming

Disney+ não terá comerciais de bebidas alcoólicas e de políticos

Plataforma lançará assinaturas mais baratas com propagandas nos Estados Unidos; tendência do mercado é de baratear planos

Correio Braziliense
postado em 17/05/2022 15:03
 (crédito: NICK AGRO)
(crédito: NICK AGRO)

Com os preparativos para lançar planos de assinatura mais baratos nos Estados Unidos, a Disney+ também deve modificar os parâmetros para propagandas. Segundo o portal Variety, a plataforma rejeitou marcas de bebidas alcoólicas que pleiteavam um espaço comercial no streaming. Candidatos a cargos políticos e rivais no mercado de entretenimento também ficaram de fora.

O site afirma, ainda, que a plataforma se recusou a exibir comerciais em séries e filmes para crianças e enquanto usuários estiverem assistindo conteúdo no perfil infantil. O plano com comerciais deverá exibir quatro minutos de propaganda por hora.

A HBO Max já possui um plano de assinatura semelhante ao que será adotado pela Disney. O Peacock, que por enquanto não está disponível no Brasil, disponibiliza cinco minutos de comerciais a cada hora.

Planos mais baratos vêm tomando conta do universo do streaming. A Netflix sofreu uma significativa queda de 200 mil assinantes apenas no primeiro semestre de 2022 e se prepara para lançar a própria versão da modalidade até o fim do ano.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE