Luto

Dilma lamenta morte de Jô Soares: "Única voz na Globo disposta a me ouvir"

Em seu Twitter, Dilma Rousseff (PT) lamentou a morte de Jô Soares. "Ele foi um democrata e era um artista de princípios", afirmou ela.

Isadora Albernaz*
postado em 05/08/2022 15:24 / atualizado em 05/08/2022 15:26
 (crédito: Reprodução/TV Globo)
(crédito: Reprodução/TV Globo)

A ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) usou as redes sociais para lamentar, na manhã desta sexta-feira (5/8), a morte do apresentador e humorista Jô Soares, que faleceu na madrugada de hoje.

Segundo Dilma, na época em que ela sofreu o processo de impeachment, o apresentador foi "a única voz dentro da Globo" disposta a ouvi-la. "Quando eu estava sob intenso ataque da mídia e dos adversários políticos, pouco antes do processo de impeachment, em abril de 2016, ele abriu seu programa para me entrevistar", contou.

"Foi uma conversa respeitosa e muito importante. [...] E disso eu não me esqueço. Ele foi um democrata e era um artista de princípios", relembrou ela a respeito do encontro.

Por meio de seu perfil no Twitter, Dilma ainda escreveu: "É com tristeza que recebo a notícia da passagem de Jô Soares. Escritor notável, humorista brilhante e um entrevistador sensível, Jô foi um artista e intelectual de grande dimensão".

"Lamento profundamente sua morte. O Brasil perde um grande artista e eu, atrevo-me a dizer, perdi um amigo. Meus sentimentos aos familiares, admiradores e fãs deste artista brasileiro de rara sensibilidade", completou a ex-presidente.

Em entrevista à Folha em 2015, o apresentador contou que, após entrevistar Dilma, a rua de sua casa apareceu pichada com os dizeres "Jô Soares morra". Em resposta, Jô afirmou, na época, que "não era um debate. Era uma entrevista. Não cabia a mim rebater a presidente a cada momento. Eu fiz as perguntas que precisavam ser feitas. Agora, se as respostas não agradaram, o problema é de quem ouviu".

Memória

Apresentador, humorista, ator e jornalista, Jô Soares estava internado desde o último mês devido a um quadro de pneumonia. Entretanto, a causa da morte não foi divulgada.

Além da líder petista, outros políticos e personalidades brasileiras repercutiram a morte do artista.

O falecimento foi informado pela ex-esposa de Jô, Flavia Soares, em seu Instagram. Por meio da rede social, ela escreveu: "Assim, aqueles que através dos seus mais de 60 anos de carreira tenham se divertido com seus personagens, repetido seus bordões, sorrido com a inteligência afiada desse vocacionado comediante, celebrem, façam um brinde à sua vida".

Flavia também informou que o velório será restrito a parentes e familiares próximos

*Estagiária sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE