GRAMMY 2024

Diagnosticada com síndrome rara, Céline Dion aparece de surpresa no Grammy

A artista canadense subiu ao palco para anunciar o prêmio de melhor álbum do ano. Ela foi aplaudida de pé pelo público

A cantora canadense Céline Dion apresenta o prêmio de Álbum do Ano no palco durante o 66º Grammy       -  (crédito: VALERIE MACON / AFP)
A cantora canadense Céline Dion apresenta o prêmio de Álbum do Ano no palco durante o 66º Grammy - (crédito: VALERIE MACON / AFP)
postado em 05/02/2024 08:39

Diagnosticada com a síndrome da pessoa rígida, a cantora Céline Dion apareceu de supressa na noite de premiação do Grammy 2024, neste domingo (4/2). A artista canadense subiu ao palco para anunciar o prêmio de melhor álbum do ano, conquistado por Taylor Swift, com Midnights. A entrada de Céline foi ao som da música The Power of Love. A cantora foi aplaudida de pé pelo público.

"Quando eu digo que estou feliz de estar aqui, é do fundo do meu coração. Aqueles que foram abençoados para estar aqui no Grammy nunca devem subestimar o tremendo amor e alegria que a música traz às nossas vidas e às pessoas de todo o mundo", disse Céline no Grammy.

Em dezembro de 2022, a cantora compartilhou que havia sido diagnosticada com a condição neurológica rara e estava cancelando as datas da turnê que realizava. “Infelizmente, esses espasmos afetam todos os aspectos da minha vida diária, às vezes causando dificuldades quando ando e não me permitindo usar minhas cordas vocais para cantar do jeito que estou acostumada”, lamentou.

A síndrome da pessoa rígida é uma condição neurológica rara que afeta uma ou duas pessoas em cada milhão e é caracterizada por rigidez muscular e espasmos. Apesar de não ter cura, há possibilidades de tratamento, que são limitadas e variam de pessoa para pessoa.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação