Música

Com muitas reflexões, banda brasiliense Nume Consense lança novo EP

Músicas trazem análises freudianas e sobre autismo, em busca de simplificar temas complexos

Nume Consense está em todas as plataformas de streaming de graça para todos que querem conhecer um novo som -  (crédito: Divulgação)
Nume Consense está em todas as plataformas de streaming de graça para todos que querem conhecer um novo som - (crédito: Divulgação)

Com seis novas músicas, a Nume Consense acaba de lança um novo trabalho. Revelando a imprevisibilidade do grupo brasiliense, as canções trazem reflexões do mundo psíquico, com inspirações no autismo e até em Freud. O trabalho já está disponível em todas as plataformas de streaming e em clipes no YouTube.

O vocalista Michel Glauber conta que o grupo passou por um “ciclo não vicioso” para a nova produção, mantendo sempre o lema da imprevisibilidade e o experimental como base.

“Apesar de manter nossas características e identidade de banda, o som está recheado de elementos novos, como o Djent, além da harmonia, as letras continuam profundas, que é uma de nossas características a serem mantidas, nesse novo trabalho, abordamos temas como psique de Sigmund Freud, Id, ego e superego, autismo, superficialidade humana, realidade e cotidiano, processo de linha do tempo e vida, crise existencial, escolhas e cuidados com a mente. Viver nos proporciona enxergar a sociedade de modo relativo, que apesar dos problemas, nos mostra que tudo isso são lindas imperfeições, essenciais para a evolução”, descreve Glauber.

Maturidade

O musicista afirma que a produção está mais madura, devido à vivência da banda. Isso faz com que o grupo possa passar mais tempo juntos, em estúdio, para a criação de bons sons, com inspiração em artistas mais novos e ícones do passado.

A abordagem de assunto complexos pode ser vista com ênfase na música Lacaio, carro-chefe do trabalho, que ainda conta com outras seis canções — sendo uma lançada anteriormente como single. No trabalho, a banda tenta simplificar alguns temas.

“Estávamos há um tempo explorando o modo de deixarmos assuntos complexos o mais simples possível de ser compreendidos. A cada letra, a ideia se cadenciava, assim como o instrumental. Passamos a escutar muita coisa nova, novos lançamentos de bandas que admiramos, e até discos antigos e variados dentro do rock”, conta Michel.

O bom desempenho do grupo tem gerado bom público em diversos eventos e festivais que a banda vem se apresentando e o reconhecimento em diversas rádios independentes, que tem tocado as canções sempre bem recebidas pelo público.

“É necessária essa renovação, mas, claro, que se mantenha o legado dos que construíram essa estrada. Porém, renovar e inovar é necessário para que se mantenha viva a chama do rock, pois tem muito som bacana de alto nível no DF e no Brasil. Abrir a mente e entender isso é estar livre de preconceitos e disposto a compreender e apoiar essa nova geração, que por sinal é muito criativa. Estamos otimistas com esse grupo unido de pessoas dispostas a mostrar que é capaz e possível a inovação”, analisa.

Nume Consense está em todas as plataformas de streaming, de graça, para todos que querem conhecer um novo som.

Tags

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

postado em 07/06/2024 22:14
Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação