Webinar

Economia sustentável: Correio traz ESG para o debate nesta quarta (23)

Agenda global pressiona governos, empresas e mercado financeiro por um mundo mais responsável. Sócia-líder da KPMG no Brasil, Nelmara Arbex foi a convidada do painel realizado pelo Correio nesta quarta-feira (23/3) sobre o tema

Deborah Hana Cardoso
postado em 23/03/2022 13:35 / atualizado em 23/03/2022 14:26
 (crédito: ED ALVES/CB/D.A.Press)
(crédito: ED ALVES/CB/D.A.Press)

O Correio e a KPMG promoveram um evento nesta quarta-feira (23/3) sobre o tema que vem pautando o mercado financeiro e governo, o ESG (sustentabilidade, social e governança, na sigla em inglês). O webinar Agenda ESG: Uma revolução nos negócios e na sociedade teve como convidada a sócia-líder da KPMG, Nelmara Arbex, especialista na área de sustentabilidade, com mais de 20 anos de experiência nacional e internacional.

No painel, Arbex explicou que, apesar de parecer uma sigla do momento, devido ao frequente uso do termo, especialistas no assunto apontam que o embrião do ESG está na Declaração Universal dos Direitos Humanos, no pós-segunda guerra. “A sociedade, governos e empresas entenderam que era preciso um bem-estar (em relação ao tema)”, disse.

Hoje, a discussão, segundo a executiva, foi elevada para o mundo financeiro no qual investimentos costumam ser repensados para a busca de uma economia de baixo carbono. Arbex destacou que a conversa entre executivos e governos sobre riscos ambientais à economia começa na década de 1940 e se concretiza em 2000. “Até dezembro de 2021, mais de US$ 40 trilhões foram retirados de investimentos relacionados ao petróleo”, explicou.

A maior investidora privada internacional, a BlackRock, com cerca de US$ 10 trilhões de ativos sob sua responsabilidade, tem feito sua campanha por Wall Street. “Eles têm dito por meio de cartas a CEOs e presidentes de conselhos sobre a importância da transição para uma economia de baixo carbono, diversidade, inclusão e comportamento social alinhado ao político”, pontuou. “O posicionamento da BlackRock não é por filantropia, mas para proteger seu capital investido”, afirmou.

Agenda nos EUA

A sócia-líder da KPMG destacou ainda que, além do mundo dos investimentos, governos também têm demonstrado preocupação quanto à agenda verde. “É a primeira ‘executive order’ de Joe Biden à frente da Casa Branca, sobre como os Estados Unidos pretendem ajudar a sociedade americana e a global a fazer a transição para uma economia de baixo carbono”, explicou. Com a China não é diferente, sendo um país que produz para o mundo todo. “Diferentemente do que se pensa, Pequim tem um plano de ser carbono zero até 2060”, explicou.

Transmissão

O webinar com a especialista da KPMG teve a participação de Carlos Alexandre de Souza, editor de Política e Economia do Correio Braziliense. O evento foi transmitido pelas redes sociais do jornal.

Confira o evento na íntegra:

Leia mais: "Todos nós temos uma grande contribuição a fazer", diz Nelmara Arbex

Brasil tem potencial para se beneficiar do mercado de carbono, diz especialista

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE