FUNCIONALISMO

BC faz proposta de reajuste salarial dos servidores e em seguida retira pedido

Servidores do BC afirmaram que apesar do pedido de reajuste enviado ao Ministério da Economia, a greve continua até a publicação de uma Medida provisória confirmando a recomposição da inflação

Fernanda Strickland
postado em 12/05/2022 20:49 / atualizado em 12/05/2022 21:04
Servidores do BC afirmaram , que apesar do pedido de reajuste enviado ao Ministério da Economia, a greve continua até a publicação de uma Medida provisória confirmando a recomposição da inflação -  (crédito:  Marcello Casal Jr/ Agência Brasil )
Servidores do BC afirmaram , que apesar do pedido de reajuste enviado ao Ministério da Economia, a greve continua até a publicação de uma Medida provisória confirmando a recomposição da inflação - (crédito: Marcello Casal Jr/ Agência Brasil )

O Banco Central (BC), encaminhou formalmente, nesta quinta-feira (12/5), por meio do Sistema de Geração e Tramitação de Documentos Oficiais do Governo Federal (Sidof), uma proposta de Medida Provisória (MP) pedindo o reajuste salarial de 22%, reestruturação da carreira, entre outros — para os próprios funcionários.

Posteriormente, o Banco Central declarou que detectou inconsistências no texto de minuta da MP para a reestruturação das carreiras e a modernização da gestão de pessoas nesta autarquia. “Por isso, fez sua retirada do Sidof”, disse em nota.

Servidores do BC afirmaram — por meio do Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central (Sinal) —, que apesar do pedido de reajuste enviado ao Ministério da Economia, a greve continua até a publicação de uma Medida provisória confirmando a recomposição da inflação.

A paralisação tem afetado a publicação de diversos indicadores e relatórios macroeconômicos do BC, como o Boletim Focus, o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br) — nível de atividade econômica — e as notas de estatísticas econômico-financeiras.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE