COP26

Em discurso na COP26 Obama cobra responsabilidade ambiental do Brasil

O ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, em um discurso na COP26, comentou sobre a falta importantes chefes de Estado, como Jair Bolsonaro

Helena Dornelas*
postado em 08/11/2021 20:01
Ex-presidnete dos Estados Unidos, Barack Obama, em discurso na COP26 -  (crédito:  AFP)
Ex-presidnete dos Estados Unidos, Barack Obama, em discurso na COP26 - (crédito: AFP)

Em um discurso durante a 26ª Conferência das Nações Unidas para a Mudança do Clima (COP26), em Glasgow, na Escócia, o ex-presidente dos Estados Unidos, Barack Obama defendeu a união entre países para frear o aquecimento global e criticou a ausência de presidentes de algumas nações que mais poluem no mundo, como China, Rússia e Brasil.

“Precisamos de economias avançadas, com os Estados Unidos e a Europa liderando nesses assuntos. Mas vocês sabem dos fatos. Precisamos também da China e da Índia. Precisamos da Rússia. Assim como precisamos da Indonésia, da África do Sul e do Brasil. Não podemos nos dar ao luxo de ter ninguém escanteado”, disse o ex- presidente.

Obama falou sobre a falta dos presidentes Putin, da Rússia; Xi Jinping, da China e de Jair Bolsonaro. “Foi particularmente desanimador ver os líderes de dois dos maiores emissores do mundo, China e Rússia, se recusarem a sequer comparecer aos seus eventos, além de manter planos nacionais que parecem refletir uma perigosa falta de urgência”, disse Obama.

O Brasil é um dos maiores emissores de gases poluentes e vem recebendo críticas internacionais devido ao acelerado desmatamento da floresta amazônica, fazendo com que a quantidade de CO2 emitida seja maior do que a sua capacidade de absorção além de falta de políticas públicas para conter os avanços e garantir a segurança dos biomas nacionais.

Direcionado aos jovens que encheram as ruas de Glasgow, na última sexta-feira (5/11), Obama os incentivou a “ficar com raiva”, mas alertou que, para persuadir os chefes de Estado e empresários responsáveis pelas tomadas de decisão, é preciso mais do que incômodo, mas organização.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE