Metaverso

Polícia britânica investiga agressão sexual no metaverso contra adolescente

É o primeiro caso criminal do tipo no país. À mídia britânica, um oficial disse que a vítima desenvolveu trauma psicológico equivalente a uma pessoa estruprada fisicamente

A adolescente interagia em um jogo imersivo quando seu avatar foi atacado por vários outros ao mesmo tempo. -  (crédito:  Vinicius
A adolescente interagia em um jogo imersivo quando seu avatar foi atacado por vários outros ao mesmo tempo. - (crédito: Vinicius "amnx" Amano/Unsplash)
postado em 24/01/2024 11:29

A polícia britânica investiga o caso de uma adolescente de 16 anos que foi agredida sexualmente no metaverso. É a primeira investigação do tipo na Inglaterra, cuja lei criminal enquadra estupro e agressão sexual apenas quando há contato físico.

A garota estava usando equipamentos de realidade virtual e estava interagindo em um jogo imersivo quando seu avatar foi atacado por vários outros ao mesmo tempo.

Em entrevista ao jornal Daily Mail, um oficial não identificado disse que a adolescente não sofreu dano físico, mas desenvolveu "trauma psicológico" similar ao de uma pessoa que foi fisicamente estuprada.

Para a psicoterapeuta e especialista em realidade virtual Nina Jane Patel, a questão é mais profunda do que parece ser inicialmente. "Você interage com outros seres humanos por trás de um avatar. [..] O erro que cometemos é dizer que as experiências com as redes sociais e com a internet não são reais. Mas nós sabemos que são. Principalmente para meninas jovens, essas experiências são prejudiciais para sua saúde mental", afirma a especialista ao The Guardian.

A própria Patel disse ter passado por uma experiência parecida: estava jogando com seu avatar quando foi abordada por cinco avatares com vozes masculinas, que lhe faziam comentários sexistas e misóginos e não pararam quando ela pediu. "Fisiologicamente e psicologicamente, parece real", relatou a especialista — que enfrentou o choque com o coração acelerado no momento do ataque.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação
-->