ÁSIA

Terremoto: Taiwan tenta resgatar pessoas presas em túneis e prédios

Pelo menos nove pessoas morreram e mais de mil ficaram feridas. Autoridades mobilizaram equipes para remover as rochas que bloqueavam as estradas

As autoridades taiwanesas afirmaram que o terremoto e os tremores secundários foram os mais intensos na ilha em 25 anos -  (crédito: SAM YEH / AFP)
As autoridades taiwanesas afirmaram que o terremoto e os tremores secundários foram os mais intensos na ilha em 25 anos - (crédito: SAM YEH / AFP)
postado em 03/04/2024 13:47

Equipes de busca tentam, nesta quarta-feira (3/4), resgatar pessoas que ficaram presas em túneis e prédios após um terremoto com magnitude superior a 7 graus atingir Taiwan e causar pelo menos nove mortes e mais de mil feridos. As autoridades taiwanesas afirmaram que o terremoto e os tremores secundários foram os mais intensos na ilha em 25 anos.

Segundo a Agência Central de Notícias de Taiwan, equipes buscam resgatar cerca de sete pessoas que ficaram presas na área mineira de Renhe, 47 funcionários de hotéis e 24 turistas em Jiuqudong, 64 indivíduos na área mineira de Heping e um na trilha de Jhu-ilu.

O governo do condado de Hualien disse que mais de 600 pessoas ainda estão presas e foram colocadas em acomodações dentro do Parque Nacional Taroko, incluindo hóspedes e funcionários do Silks Place Taroko, do Centro de Atividades Juvenis de Tienhsiang e do Taroko Village Hotel.

As autoridades de Taiwan mobilizaram equipes para remover as rochas que bloqueavam as estradas na direção de Hualien. As rodovias que seguem até a cidade passam por muitos túneis e há o temor de que veículos tenham ficado presos nas passagens subterrâneas.

O Centro Geológico dos Estados Unidos (USGS) informou que o terremoto desta quarta-feira (3/4) atingiu 7,4 graus de magnitude e aconteceu pouco antes das 8h locais (21h no horário de Brasília, terça-feira). Já a Agência Meteorológica de Taiwan calculou um fenômeno de 7,2 graus, enquanto a Agência Meteorológica do Japão anunciou 7,5. O epicentro foi localizado 18 quilômetros ao sul de Hualien, com uma profundidade de 34,8 km.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação