Eleições

Definição do União Brasil para terceira via vê possibilidade em Ciro Gomes

O pré-candidato pelo PDT tem sido sondado por partidos que estão negociando um nome único para a terceira via. Moro também tem sido procurado pelo União Brasil

Tainá Andrade
postado em 18/03/2022 14:17 / atualizado em 18/03/2022 14:17
 (crédito: Divulgação/União Brasil)
(crédito: Divulgação/União Brasil)

presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) está no radar de dirigentes do União Brasil que tentam unificar uma terceira via para a disputa ao Planalto. O intuito é evitar uma dispersão de votos dos eleitores que não votam em Jair Bolsonaro (PL) nem no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Tanto o União Brasil quanto MDB e PSDB estão se reunindo para tentar uma definição sobre enxugar as opções da terceira via. Em reunião, na última quarta-feira (16/3), o presidente da nova legenda, Luciano Bivar (UB), disse que pretendia chamar Ciro Gomes para discutir o assunto.

Com Sergio Moro (Podemos), também pré-candidato, ele já mantém conversas, nas quais foram mostrados os critérios de cada sigla para definir o candidato. Fontes de bastidores revelaram ao Correio, porém, que a equipe de Moro não tem participado das reuniões informais que acontecem para articular um nome ao Palácio do Planalto.

Um dos possíveis candidatos é Eduardo Leite (PSDB-RS), saindo pelo PSD. Ele também teria procurado por Ciro para o convencer de desistir da pré-candidatura. Fontes ligadas ao PSD dizem que o veterano estaria irredutível e que se nega a retirar o nome dele da disputa.

Bahia

A ideia do União Brasil de ir até Ciro Gomes, de acordo com membros da legenda, foi colocada esta semana, na reunião da executiva da sigla. ACM Neto, que pretende concorrer ao governo da Bahia, busca apoio do PDT e sugeriu a aproximação.

Além disso, na opinião do secretário da sigla, o partido deve conversar com todos, não só PSDB e MDB, sobre a possibilidade de um nome único em alternativa a Lula e a Bolsonaro. Inclusive, há chances de o União Brasil apoiar a candidatura de Ciro Gomes.

Apesar disso, fontes próximas ao presidente Bivar admitem que há discordâncias ideológicas entre ele e o pedetista e que, por isso, consideram praticamente nula a possibilidade de apoio. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE