Eleições 2024

Eduardo Paes pede a Arthur Lira apoio do PP para eleição no Rio

Durante evento na Fundação Getulio Vargas (FGV), no Rio de Janeiro, prefeito reforçou ao presidente da Câmara pedido de apoio do Progressistas para sua campanha de reeleição

Paes:
Paes: "Lira, se alguém tinha dúvida do que eu estava tratando com você na hora em que eu fofoquei com você e com o Cláudio Castro, agora já sabe" - (crédito: Tomaz Silva/Ag..ncia Brasil)
postado em 23/02/2024 16:41 / atualizado em 23/02/2024 16:54

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), arrancou risos dos presentes na abertura do seminário "Pacto pelo Rio", promovido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), ao cumprimentar o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e outros dois parlamentares do Progressistas, na expectativa de convencer a legenda a apoiar sua candidatura à reeleição este ano. 

“Queria fazer uma saudação aos diversos parlamentares aqui presentes na figura do presidente Arthur Lira (PP-AL), do deputado Luizinho (PP-RJ) e do deputado Júlio Lopes (PP-RJ), e esse cumprimento a esses três deputados não é só pelo carinho que tenho por eles, mas também pelo desejo que eu tenho de ter o PP me apoiando na eleição deste ano, é por interesse também”, brincou na manhã desta sexta-feira (22/2)..

Em seguida, Paes chamou o presidente da Câmara, tornando pública a conversa que tinha tido anteriormente com ele. “Lira, se alguém tinha dúvida do que eu estava tratando com você na hora em que eu fofoquei com você e com o Cláudio Castro, agora já sabe”, disse o prefeito, antes de ser interrompido pelo governador do Rio: “Eu estava só testemunhando”.

Lira, por sua vez, negou, depois do painel em que participava com o prefeito, que tenha qualquer acerto com Paes para a disputa municipal. “Não teve nenhum acordo. O pedido de apoio é claro, Eduardo é próximo ao nosso presidente Ciro e a Luizinho”, apontou.

Apesar da declaração de Lira, na semana anterior o presidente nacional do partido, senador Ciro Nogueira (PP-PI), deixou a possibilidade em aberto, mas ponderou que o alinhamento de Paes com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva pode dificultar a aliança, já que Ciro vem assumindo uma postura oposicionista ao governo — apesar do PP participar do governo petista.

Eduardo Paes deve disputar a reeleição para a capital fluminense e busca compor uma grande frente, que já conta com o apoio do presidente Lula. Dá-se como provável que o PT do Rio possa indicar o vice na chapa. O apoio do PP, que fez parte da composição do governo do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), pode deixar o partido mais próximo do governo Lula, mesmo integrando hoje o governo estadual fluminense do bolsonarista Cláudio Castro.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação