Beleza

Erros comuns na hora de se maquiar podem fazer mal aos olhos

A popularização da maquiagem, com técnicas e cosméticos diversos, é um incentivo à criatividade. Só lembre de retirar tudo muito bem no pós: além da pele, a sua saúde ocular agradece

POR Giovanna Fischborn
postado em 01/05/2022 08:00
 (crédito: Reprodução/Pinterest)
(crédito: Reprodução/Pinterest)

A maquiagem tem o poder de dar um up no visual. Uma das formas possíveis para isso é valorizar o olhar com sombra, glitter, lápis e rímel. Atualmente, tem se difundido também o procedimento de extensão de cílios — ou alongamento — que dá curvatura e volume aos fios por mais tempo.

Mas a aplicação de cosméticos e cola de cílios precisa ser cuidadosa para que eles não entrem em contato com o globo ocular e acabem em um problema sério. Um levantamento da Sociedade Brasileira de Oftalmologia (SBO) mostrou que a cada 10 mulheres que se maquiam, duas apresentam problemas oculares pelo uso de maquiagem. Nathalia Vajas, de 28 anos, assessora e produtora de conteúdo, teve conjuntivite alérgica por causa de make nos olhos e precisou suspender o uso de lápis e rímel por dois anos. O susto foi tanto que ela quase não usa mais nada na região.

Vários fatores podem desencadear quadros como esses. Camila Lopes Guimarães, médica oftalmologista do setor de Plástica Ocular do CBV — Hospital de Olhos, elenca o uso compartilhado de produtos, a não remoção da maquiagem e a falta de limpeza dos olhos (sim, eles devem ser "lavados" com frequência) como sendo os principais erros.

Usar maquiagem de outras pessoas parece inofensivo, mas é bom saber que os produtos podem estar contaminados com vírus e fungos — justamente porque estão sendo usados por outra pessoa, com hábitos diferentes.

E muito se fala do mal que faz dormir de maquiagem. Não é para menos. Se a pele dá sinais, saiba que os olhos também: "Ao dormir com maquiagem, corremos o risco de entupir a margem das pálpebras. O resultado é irritação, vermelhidão, sensação de corpo estranho e alergia", explica. A região tende a ficar ressecada e a repetição do hábito favorece o envelhecimento ali.

A recomendação é retirar a make com demaquilante específico. No banho, a limpeza pode e deve ser feita com água e xampus tipo Johnson's Baby, sabonete da Granado ou similares, que levem ingredientes mais delicados. Segundo a médica, é importante lavar, especialmente, a área dos cílios. "Na raiz deles, temos glândulas que produzem as lágrimas. E, se o local está com oleosidade, pode acabar numa blefarite, que é a inflamação das glândulas sebáceas da pálpebra interna."

Algumas dessas inflamações e reações interferem diretamente na capacidade de visão. Camila cita que o contato de algumas fórmulas com o globo ocular causa um raladinho na córnea (tecido que fica na parte da frente do olho), que faz lacrimejar e altera a qualidade do que se vê. "Por isso, caso algum produto caia no olho, concentre-se em removê-lo direitinho", aconselha.

Outro ponto que requer atenção é passar maquiagem na linha d'água. Algumas técnicas sugerem, por exemplo, lápis escuro na linha d'água de cima para dar sensação de cílios mais cheios; na parte de baixo, uma cor clarinha para abrir o olhar. Acontece que a aplicação de cosméticos nessa região pode fazer o produto escorregar direto para dentro dos olhos. O ideal mesmo é deixá-la livre de maquiagem.

Calma, dá para fazer a make!

Para quem tem sensibilidade, mas suporta o uso de vez em quando ou quer uma make bonita para uma ocasião especial, a maquiadora Mariana Amaro dá algumas dicas. Antes de tudo, lave as mãos e mantenha os pincéis sempre limpos, mesmo os que são usados para o rosto, para evitar que partículas indesejadas caiam nos olhos. Vale também dar uma geral na gaveta de makes: elas precisam estar na validade!

Mariana conta que é comum atender clientes com alergias e irritações na área dos olhos, mas isso não impede que o resultado final seja bonito. "Recomendo o uso de itens hipoalergênicos e lembro sempre de lavar as mãos, o rosto e os pincéis antes de iniciar a maquiagem. Felizmente, a maioria das marcas de beleza procura se adequar às pessoas que têm reação, principalmente nos olhos, então, o mercado tem boas opções, o que garante a produção."

Mais alguns conselhos sobre remoção: evite esfregar muito a área. Lenços umedecidos específicos para maquiagem podem ser grandes aliados porque não deixam o produto cair dentro dos olhos, funcionando bem, inclusive, para retirada de produtos à prova d'água, embora eles não sejam recomendados em caso de sensibilidade. "Lembre-se, ainda, de lavar o rosto após o uso de demaquilantes e outros sabonetes, dessa forma, você evita que os poros fiquem obstruídos", acrescenta.

Alongamento de cílios requer mais cuidados

A médica oftalmologista Camila Lopes Guimarães, do setor de Plástica Ocular do CBV — Hospital de Olhos, já tratou vários pacientes que tiveram problemas no procedimento de extensão de cílios. Em muitos casos, a cola foi aplicada diretamente na base dos cílios em vez de ir no comprimento deles, o que, por vezes, provoca alergia. "É importante manter a higiene diária, conforme instruções dadas no procedimento, mesmo com medo que os fios caiam durante a limpeza. Com movimentos delicados, use cotonete e aplique xampu ou sabonete apropriados para a higienização da área."

O que lembrar de fazer no dia a dia

- Sempre lave as mãos antes de mexer nos olhos.

- Mantenha pincéis e esponjinhas limpos.

- Verifique o prazo de validade dos itens de make e se estão em estado normal, sem alterações de cor, textura ou cheiro.

- Em caso de sensibilidade, opte por produtos hipoalergênicos.

- Evite aplicar maquiagem na linha d'água.

- Limpe os olhos com frequência. No banho, é mais fácil. Use xampus ou sabonetes com fórmulas delicadas e faça movimentos leves, sem esfregar os olhos.

- Para retirar sombras, delineadores e makes mais pesadas, use demaquilantes próprios para a área dos olhos ou lencinhos umedecidos também específicos.

- Se tiver uma reação persistente, procure um oftalmologista. 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE