São Paulo

Dono de padaria ameaça cliente de morte após briga por causa de notebook

A discussão começou porque o homem se irritou com um cliente que estava com o dispositivo sobre a mesa. Caso aconteceu em Barueri, na Grande São Paulo

Postagens no site Reclame Aqui apontam que o dono do estabelecimento costuma ter comportamento hostil com os clientes. -  (crédito: Reprodução/X/ (@cicianjo))
Postagens no site Reclame Aqui apontam que o dono do estabelecimento costuma ter comportamento hostil com os clientes. - (crédito: Reprodução/X/ (@cicianjo))
postado em 04/02/2024 14:58

Uma briga em uma padaria de Barueri, na Grande São Paulo, terminou em ameaça de morte na quinta-feira (1ª/2). Conforme mostram imagens publicadas nas redes sociais, o dono do estabelecimento começou uma discussão com um cliente ao perceber que ele estava com um notebook em cima da mesa.

O tom da discussão se eleva e o dono da padaria parte para os xingamentos e ameaças. "Você se acha homem? Olha que m*** você é, cara. Vamos lá fora resolver isso aí", diz o homem na gravação.

Um segundo vídeo mostra o proprietário da padaria correndo atrás do cliente com um pedaço de madeira nas mãos. Ele é detido por funcionários do estabelecimento, mas grita ameaças de morte. "Se achar você e vou te matar. Vou achar vocês dois", grita, referindo-se ao amigo do cliente, que gravava a cena.

Ao Uol, a Secretaria de Segurança de São Paulo confirmou o caso e informou que a confusão foi registrada como crime de ameaça.

Em suas redes sociais, o cliente, o empresário Allan Barros, afirmou que acionou o "departamento jurídico" e ainda acusou o dono da padaria de ter comportamento hostil recorrentemente.

Na página do Empório Bethaville no site Reclame Aqui, há relatos parecidos com o de Allan. "Proprietário da padaria tem o hábito de expulsar os clientes", diz uma reclamação de 17 de novembro do ano passado. "Fui almoçar nesse restaurante e enquanto esperava um amigo chegar, o dono nos perguntou grosseiramente se estávamos lá para comer ou fazer coworking, porque lá não era lugar para trabalhar. Quando reclamei da indelicadeza dele o mesmo retrucou grosseiramente: 'Ou comem ou vai embora'", disse outro usuário, em 3 de outubro.

O Correio tenta contato com o estabelecimento. Em caso de resposta, a matéria será atualizada.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação