SÃO PAULO

Polícia identifica grupo que matou PM e filha em São Paulo

O policial militar Anderson de Oliveira Valentim e sua filha Alycia Perroni Valentim forma mortos enquanto esperavam em frente a uma farmácia

Cabo Anderson de Oliveira Valentim e a filha dele Alycia Perroni Valentim foram mortos em frente a uma farmácia, em São Paulo -  (crédito: reprodução/redes sociais)
Cabo Anderson de Oliveira Valentim e a filha dele Alycia Perroni Valentim foram mortos em frente a uma farmácia, em São Paulo - (crédito: reprodução/redes sociais)
postado em 25/02/2024 19:29

O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) conseguiu identificar os três suspeitos de que mataram o policial militar de folga Anderson de Oliveira Valentim, de 46 anos, e sua filha Alycia Perroni Valentim, de 19 anos. O caso aconteceu na Vila Medeiros, na Zona Norte de São Paulo, na manhã de sábado (24/2).

Segundo a DHPP, eles tiveram a prisão temporária decretada pela Justiça e diligências são realizadas desde o início da manhã para localizar e prender o grupo.

O policial estava acompanhado da esposa e da filha e pararam em uma farmácia. Enquanto a esposa de Anderson estava no estabelecimento, o policial permaneceu com a sua filha dentro do veículo estacionado. Na sequência, três suspeitos encapuzados, um deles armado, se aproximaram do estabelecimento e tentaram abrir a porta, momento que o PM interveio e tanto ele como sua filha acabaram atingidos.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o trio fugiu utilizando um veículo GM Spin, na cor cinza, que foi localizado por policiais militares, na Rua Fiori Polachini, em Guarulhos, na Grande São Paulo.

No carro, os policiais recolheram material biológico e também impressões digitais que ajudaram na identificação. Anderson de Oliveira e a Alycia foram sepultados neste domingo (25/2), no Cemitério São Pedro, na Vila Alpina, Zona Leste.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação