Pandemia

DF registra alta de 100% na média móvel de mortes por covid-19

Neste domingo (4/4), a Secretaria de Saúde divulgou mais 53 óbitos pela doença, o que fez o índice de mortes dobras em relação à realidade registrada há 14 dias

Pedro Marra
postado em 04/04/2021 18:23 / atualizado em 04/04/2021 19:59
 (crédito: Ed Alves/CB/D.A. Press)
(crédito: Ed Alves/CB/D.A. Press)

O Distrito Federal registrou, neste domingo (4/4), uma alta de 100% na média móvel de mortes, com uma taxa de 75,86, em comparação com os últimos 14 dias de pandemia no DF. Com redução de -13,5% no mesmo período, a média móvel de casos ficou em 1368. Ou seja, houve um contágio menor, mas um índice de fatalidades bem mais elevado no período.

Segundo a Secretaria de Saúde (SES), o DF registrou mais 53 mortes pela covid-19 nas últimas 24 horas. A pasta informou que, no total, esta pandemia vitimou 6.288 pessoas pelo novo coronavírus. Das últimas vidas perdidas, somente uma era de Goiás, e o restante do DF.

De acordo com o boletim epidemiológico da pasta, a capital federal notificou 1.088 novos casos da covid-19, totalizando cerca de 349 mil infectados nesta pandemia. Desses, mais de 329 mil se recuperaram da doença.

Assim como no sábado (3/4), a taxa de transmissão segue em 0,92, ou seja, cada 100 pessoas infectadas podem transmitir o novo coronavírus para outras 92. Ceilândia é a Região Administrativa (RA) com mais casos confirmados: mais de 37 mil. Plano Piloto vem depois com 33 mil diagnósticos positivos de moradores. Em Taguatinga, 28 mil pessoas contraíram a covid-19 até o momento.

Quando se trata do número de mortes pela doença, Ceilândia figura em primeiro com 1.024 pessoas que morreram em decorrência da disseminação do novo coronavírus. Taguatinga vem em seguida com 635 vidas perdidas, mais do que em Samambaia, com 480 óbitos confirmados. O Plano Piloto está com 452 vítimas fatais da doença.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE