Qualificação

Renova-DF leva capacitação para 500 pessoas em Arniqueira

Etapa do programa Renova-DF, que capacita desempregados, chegou a Arniqueira na manhã desta quinta-feira (30/9). Iniciativa vai beneficiar 500 moradores

Pedro Marra
postado em 30/09/2021 11:49 / atualizado em 30/09/2021 11:50
Lançamento do programa em Arniqueira foi feito pelo secretário de governo José Humberto -  (crédito: Pedro Marra/CB/DA Press)
Lançamento do programa em Arniqueira foi feito pelo secretário de governo José Humberto - (crédito: Pedro Marra/CB/DA Press)

A região de Anirqueira recebeu, na manhã desta quinta-feira (29/9), o programa social Renova-DF, que capacita desempregados. A iniciativa foi lançada pelo secretário de governo do Distrito Federal, José Humberto Costa, que representou o governador Ibaneis Rocha (MDB) no evento, em Arniqueira. O evento de inauguração ocorreu na Praça da QS 08.

"Essa etapa do Renova é muito importante porque a cidade está fazendo dois anos agora (em 1º de outubro), quando foi implantada a Administração Regional. É um programa que visa renovar todas as nossas cidades do Distrito Federal. São 500 pessoas que vão ficar nessa região durante 30 dias, e estaremos atendendo todas as demandas da comunidade", afirmou o secretário de governo.

José Humberto também comentou sobre as duas ordens de serviço assinadas no evento, uma para a construção da UBS 2 de Arniqueira, e outra para o Restaurante Comunitário de Arniqueira, projeto da Secretaria de Desenvolvimento Social.

"Estamos trabalhando Arniqueira em todos os sentidos. Aqui teremos cinco fundamentos públicos, dentre eles, esses dois que assinamos a ordem de serviço. Ainda vira a feira (permanente), a escola e a creche. Também estamos trabalhando para fazer a sede da Administração, que espero que possamos concluir dentro desse governo ainda", acrescenta.

Durante o discurso, José Humberto explicou que substituiu o governador Ibaneis Rocha, pois ele está gripado. "Ele amanheceu um pouco indisposto por conta da gripe. Tem dois ou três dias que ele está nesse estado gripal, e preferiu não vir para recuperar, porque nossa agenda é muito pesada", esclarece.

Também no evento, o secretário de Trabalho, Thales Mendes Ferreira, destacou a oportunidade de jovens e pessoas mais velhas poderem se especializar no mercado de trabalho.

"Para o público jovem, o objetivo é pegar esses alunos que saem do ensino médio sem qualificação profissional, sem experiência profissional e dar uma atividade para eles, dentro de um conceito em que o mercado consuma esses trabalhadores. Nós não poderíamos fazer um programa e excluir as mulheres, muito menos aquelas pessoas com um pouco mais de idade. É um trabalho de inclusão social", comenta.

Secretário de Trabalho do DF, Thales Mendes Ferreira, no lançamento do Renova-DF, em Arniqueira
Secretário de Trabalho do DF, Thales Mendes Ferreira, no lançamento do Renova-DF, em Arniqueira (foto: Pedro Marra/CB/DA Press)

O projeto já passou por Ceilândia e Samambaia, formando 846 estudantes e reformando cerca de 100 equipamentos públicos. Desse total de formandos, 117 já foram contratados por empresas que prestam serviço para o governo.

As próximas cidades que devem receber o Renova-DF são Guará e Riacho Fundo 2.
Os alunos participam de uma formação de três meses com 20 horas semanais. Eles têm aulas teóricas e práticas ministradas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) para cursos de carpinteiro, jardineiro, eletricista, encanador, serralheiro e pedreiro.

Nas aulas práticas, os estudantes realizam a recuperação de quadras poliesportivas, praças, parquinhos infantis, parques, pontos de encontro comunitário, jardins, campos de futebol sintéticos.

Os participantes devem ter frequência e aproveitamento igual ou acima de 80% para receber os auxílios e o certificado de conclusão de curso. Os que ficarem acima desse percentual poderão participar, gratuitamente, de qualquer outra formação oferecida pelo Senai. Alunos analfabetos terão curso de alfabetização sem custos.

Os estudantes foram selecionados, então não há mais como se inscrever no programa. Participam pessoas com mais de 18 anos; moradores do DF; nato, naturalizado ou estrangeiro em situação regular no país; e em situação de desemprego.

Com informações da Agência Brasília

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE