ELEIÇÕES OAB-DF

"É preciso trazer de volta o protagonismo da OAB-DF", diz Evandro Pertence

Candidato à presidência na seccional distrital da OAB, advogado Evandro Pertence concorre pela chapa 23 e participou do programa CB.Poder desta terça-feira (16/11)

Samara Schiwngel
postado em 16/11/2021 19:58 / atualizado em 16/11/2021 20:00
Advogado Evandro Pertence -  (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A.Press)
Advogado Evandro Pertence - (crédito: Minervino Júnior/CB/D.A.Press)

O último entrevistado da edição especial do CB.Poder — parceria do Correio com a TV Brasília — foi o candidato Evandro Pertence. O programa desta terça-feira (16/11) teve como tema as eleições à presidência da seccional do Distrito Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-DF). À jornalista e colunista Ana Maria Campos, o concorrente afirmou que a instituição ter o protagonismo de volta. "Temos uma importância maior que as outras (seccionais) pelo posicionamento regional", justificou.

Na entrevista, ele defendeu que a OAB-DF tem necessidade passar por mudanças e citou alguns dos temas com os quais está engajada a chapa 23, pela qual disputa a vaga. "Temos muita coisa para fazer. Tenho um compromisso com a advocacia. Andei pelo DF e Entorno, e conseguimos formar uma chapa muito inclusiva. É preciso trazer de volta o protagonismo da Ordem, mas com modernidade", afirmou.

Além disso, Pertence reforçou a cobrança quanto às prerrogativas dos advogados nos tribunais. Para ele, a classe não tem os direitos respeitados nas cortes. "É uma demanda antiga", argumentou.

Relação com Ibaneis 

Evandro disse que não considera ter Ibaneis Rocha (MDB) como apoiador, mas comentou que não concorda com algumas das ações do gestor. "Acho que ele perde as origens quando resolve apoiar uma chapa ou outra", afirmou o candidato. Porém, o concorrente destacou que o governador atuou como um "ótimo" advogado e presidente da seccional do DF antes de assumir o cargo de chefe do Executivo local. "Isso para mim ficou muito claro", completou.

O advogado que concorre à eleição contou que acompanhou a origem de Ibaneis até a liderança na OAB-DF, mas viu a separação entre eles de forma construtiva. "Ele entrou por uma porta, e eu saí pela outra. Comecei esse projeto, que se tornou muito bonito, porque reúne muita gente que não teria espaço em outros grupos", afirmou Evandro.

Experiências pessoais 

O candidato destacou que a família e as vivências pessoais tiveram influência sobre o profissional que se tornou. "O homem que forjou meu caráter é um advogado chamado José Paulo Pertence (pai de Evandro). E tive a oportunidade de conhecer grandes advogados que frequentavam minha casa", afirmou o entrevistado. Assim, segundo ele, nasceu a paixão pela carreira. 

Evandro Pertence considera que a participação da OAB-DF em relação a temas nacionais ainda é pequena e, portanto, pretende trabalhar em cima dessas questões. "Eu vejo, hoje, (que a seccional distrital da Ordem) é uma instituição que não responde aos ataques das instituições democráticas. E sabemos o quanto foi cara a construção da democracia", acrescentou.  

Currículo 

Evandro Pertence é formado em direito pela Universidade de Brasília (UnB), com pós-graduação em direito processual, econômico e das empresas. De 2001 a 2003, foi integrante da Comissão de Direitos Humanos e do Tribunal de Ética e Disciplina da OAB-DF. Em 2002, assumiu a presidência do comitê voltado ao apoio a advogados iniciantes. Evandro foi conselheiro federal duas vezes e vice-presidente da Comissão de Prerrogativas na OAB Nacional. Também atuou como desembargador no Tribunal Regional Eleitoral do Distrito Federal (TRE-DF).

Eleições OAB

As eleições para a presidência da seccional distrital da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) ocorrem no domingo (21/11), por meio da plataforma on-line da instituição. Cerca de 35 mil eleitores podem votar. No programa CB.Poder desta terça-feira (16/11), os candidatos de cada chapa foram entrevistados e falaram sobre as propostas para o triênio 2022-2024 caso assumam a gestão da instituição.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE