Violência contra a mulher

Homem que ameaçou mulher com foice em Vicente Pires volta a ser preso por agressão

Em abril, o homem usou uma foice para ameaçar a companheira. Ele foi preso em flagrante após agredir, ameaçar e injuriar a mulher na presença dos sete filhos do casal

Darcianne Diogo
postado em 28/11/2021 23:30
Agressor foi preso novamente pela PCDF -  (crédito: Material cedido ao Correio)
Agressor foi preso novamente pela PCDF - (crédito: Material cedido ao Correio)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) prendeu novamente o homem, de 38 anos, acusado de usar uma foice para ameaçar a mulher e os sete filhos em Vicente Pires em abril deste ano. Dessa vez, ele estava sendo procurado desde 15 de outubro e foi detido, neste domingo (28/11), por violência doméstica, injúria, ameaça e descumprimento de medidas protetivas de urgência.

Os crimes foram praticados em 26 de setembro. Segundo as investigações conduzidas pela 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), a vítima estava em casa com os sete filhos do casal, todos menores de idade, quando o acusado sob efeito de álcool arrombou a porta da residência e xingou a mulher de nomes de baixo calão.

O homem chegou a usar uma arma de fogo caseira para ameaçar a vítima de morte, dizendo que iria assassiná-la, caso ela rompesse o relacionamento. De acordo com a apuração policial, o homem disse que, mesmo se ela o denunciasse, iria matá-la. Após as ameaças, ele a agrediu fisicamente com socos no rosto, puxões de cabelo e chutes.

A mulher gritou por socorro. Em mensagem enviada à polícia, um dos filhos da vítima diz: "Oi, aqui é o filho mais velho. Então, meu pai está agredindo minha mãe".  O agressor conseguiu fugir, mas acabou preso pela PCDF neste domingo e transferido à carceragem da Polícia Civil. 

Na mensagem, um dos filhos da vítima mandou mensagem à polícia pedindo por socorro
Na mensagem, um dos filhos da vítima mandou mensagem à polícia pedindo por socorro (foto: PCDF/Divulgação)

Ameaçados com foice


Em abril, o homem usou uma foice para ameaçar a companheira. Ele foi preso em flagrante após agredir, ameaçar e injuriar a mulher na presença dos sete filhos do casal. A mulher relatou para os policiais civis que os dois estavam em união estável há 13 anos, mas que, desde o começo do relacionamento, sofria com ameaças e agressões do marido.

Os agentes da 38º DP foram acionados para atender um caso de importunação sexual de um vizinho. Ao chegarem na casa da vítima, situada na Vila São José, a mulher contou que não havia ocorrido nenhuma importunação sexual de seus vizinhos, mas que inventou a história para atrair alguma viatura ao local.

Segundo o depoimento da mulher, o marido chegou em casa por volta das 22h de 28 de abril bêbado e nervoso devido a boatos da vizinhança de que ele teria tido relações sexuais com outro homem. Irritado, ele agrediu a esposa e, em seguida, pegou uma foice para ameaçá-la. Para intimidá-la, o homem golpeou o sofá da sala com o objeto.


Como a vítima não tinha com quem deixar os filhos, que têm entre 6 meses e 13 anos, eles também foram levados para a delegacia e tiveram acesso a brinquedoteca do local. A PCDF também providenciou café da manhã para as crianças e organizou doação de roupas e brinquedos usados. Com o fim dos procedimentos policiais, a mulher e os filhos foram levados para casa e receberam também almoço dos agentes.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE