PCDF

Homem flagrado com arma apontada para motorista em Águas Claras é identificado

O caso aconteceu na terça-feira (8/2). Identificado como servidor da Marinha, o homem abordou de forma truculenta, xingou e mostrou o revólver para dois jovens

Rafaela Martins
Pablo Giovanni*
postado em 18/02/2022 21:17 / atualizado em 18/02/2022 22:34
O agressor irá responder pelos crimes de lesão corporal e constrangimento ilegal -  (crédito: material cedido ao Correio)
O agressor irá responder pelos crimes de lesão corporal e constrangimento ilegal - (crédito: material cedido ao Correio)

A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) identificou e indiciou o motorista que abordou, xingou e apontou uma arma de fogo contra dois jovens na rotatória da universidade Unieuro, na região de Águas Claras, na terça-feira (8/2). Após análise de imagens de circuitos de segurança da vizinhança, os policiais da 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul) conseguiram identificar o veículo e o agressor, que irá responder pelos crimes de lesão corporal e constrangimento ilegal.

Na delegacia, o suspeito, confirmado como servidor das Forças Armadas, alegou que teria parado o veículo, porque a dupla estava praticando direção perigosa e colocando em risco a vida de terceiros. Mas de acordo com os jovens de 21 e 25 anos, a situação foi diferente.

Durante a revista pessoal, eles foram obrigados a permanecer deitados no chão, sofrendo violência física e verbal. O caso segue com aos cuidados da Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) e o suspeito deverá comparecer em Juízo para ser submetido aos procedimentos legais.

Relembre

Um vídeo que circulou nas redes sociais mostrou o momento que o militar apontando o revólver para dois jovens, em Águas Claras. As filmagens, gravadas por um morador da cidade, mostra o exato momento em que o homem rende a dupla no gramado do balão e começa a revistá-los, proferindo vários xingamentos.

Aos policiais, os jovens disseram que o homem tirou o revólver e apontou para um dos jovens, com o carro ainda em movimento, e ordenou para que parasse o veículo. "Não usa a p**** do celular (no trânsito). Você ia fazer eu capotar (o carro). Meu filho está ali dentro", disse.

Os jovens registraram boletim de ocorrência na 38ª Delegacia de Polícia (Vicente Pires), mas o caso será investigado pela 21ª Delegacia de Polícia (Taguatinga Sul). As vítimas foram encaminhadas ao Instituto Médico Legal (IML) e o carro passará por perícia.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE