Pentecostes

Taguaparque volta a receber festa de Pentecostes: 1,3 milhão são esperados

A tradicional festa que celebra a descida do Espírito Santo aos apóstolos, 50 dias após a Páscoa, ocorrerá entre 3 e 5 de junho, em Taguatinga

Paulo Martins*
postado em 13/05/2022 17:22
A última celebração no Taguaparque ocorreu em 2019 -  (crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)
A última celebração no Taguaparque ocorreu em 2019 - (crédito: Ana Rayssa/CB/D.A Press)

A tradicional festa de Pentecostes do Taguaparque, em Taguatinga, voltará a ser realizado no local após dois anos suspensa por causa da pandemia. A entidade organizadora do evento espera 1,3 milhão de pessoas entre os dias 3 e 5 de junho — 30% a mais do que a última edição, ocorrida em 2019. No entanto, a estimativa da Secretaria de Estado do GDF (Segov) é que meio milhão de pessoas passe pelo Taguaparque no período.

Em 2021, o tríduo foi realizado no Centro de Evangelização Renascidos em Pentecostes, responsável pela organização da edição deste ano. O primeiro fim de semana de junho, neste ano, celebra o Dia de Pentecostes, representando a descida do Espírito Santo sob os 12 apóstolos — 50 dias após a Páscoa.

As celebrações, lideradas pelo padre Moacir Anastácio, se iniciam na sede do Centro de Evangelização, no Núcleo Rural Alexandre Gusmão, em Ceilândia, sendo finalizada com o tríduo de Pentecostes e a bênção das velas, celebrado no Taguaparque.

Desde a última quarta-feira (12), tem sido realizada a demarcação do estacionamento e da área destinada aos pedestres. No estacionamento, estacas vão delimitar três setores, para veículos pequenos, vans e ônibus.

A Administração Regional de Taguatinga afirma que os trabalhos não agridem a estrutura natural do parque. Os serviços iniciais são feitos em uma parceria entre o GDF Presente e o projeto Mãos Dadas, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seape).

Serviço:

Abertura do evento: 30 de março, com missa às 6h30, no Centro de Evangelização Renascidos em Pentecostes.

Tríduo de Pentecostes: A partir de 3 de junho, às 8h, no Taguaparque. O encerramento será no domingo (5/6), com a Missa de Libertação, às 16h.

*Estagiário sob a supervisão de Sibele Negromonte

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE