Maio Laranja

Planaltina recebe evento de conscientização sobre exploração infantojuvenil

Com início a partir das 8h30 no Centro de Referência da Assistência Social (Cras), na Área Especial, Conjunto H, Lote 6, em Planaltina (DF), o evento é aberto a toda a comunidade

Correio Braziliense
postado em 18/05/2022 10:10
Evento ocorre dois dias após a reunião ocorrida na última segunda-feira (16/5) para discussão do tema -  (crédito: Ádamo Dan / Sedes-DF)
Evento ocorre dois dias após a reunião ocorrida na última segunda-feira (16/5) para discussão do tema - (crédito: Ádamo Dan / Sedes-DF)

Com o objetivo de levantar o debate sobre a exploração sexual infantojuvenil, a Caminhada da Conscientização é realizada nesta quarta-feira (18/5) para chamar a atenção para o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes.

Com início a partir das 8h30 no Centro de Referência da Assistência Social (Cras), na Área Especial, Conjunto H, Lote 6, em Planaltina (DF), o evento é aberto a toda a comunidade. Além da caminhada, as unidades socioassistenciais de outras regiões administrativas do Distrito Federal também promovem atividades como ciclos de palestras, oficinas educativas e práticas integrativas voltadas para a temática do dia.

O evento ocorre dois dias após a reunião realizada na segunda-feira (16/5) para a discussão do tema. Na ocasião, Assistentes sociais do Creas e Cras de Samambaia, conselheiros tutelares e sociedade civil, policiais e juristas se reuniram na Casa Azul, em Samambaia, para discutir estratégias de atendimento e orientação de fluxos de encaminhamento dos casos atendidos.

A data


O Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes acontece no dia 18 de maio e faz referência ao caso de Araceli Crespo. A menina, 8 anos, foi assassinada em 18 de maio de 1973, no Espírito Santo. O corpo da criança foi encontrado sete dias depois, desfigurado por ácido e com sinais de violência sexual.

Os principais suspeitos, Dante Michelini e Paulo Constanteen Helal, membros de famílias influentes da região, foram condenados em 1980. Porém, em 1991, um novo julgamento foi realizado, no qual foram absolvidos, após reexame do processo.

Em 2000, o Congresso Nacional instituiu o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes na data da morte de Araceli. Desde então, o mês de maio é marcado por campanhas de conscientização acerca do tema.

Em 2022, a campanha Maio Laranja, do Governo Federal, traz publicações de materiais inéditos sobre a exploração sexual infantojuvenil, como cards, infográficos, matérias especiais e um evento de lançamento de novas políticas públicas. Com o apoio da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, o material será veiculado no portal dos Direitos Humanos e nas redes sociais @mdhbrasil.

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE