violência

Mulher acusada de homicídio por queimar homem vivo é presa

Operação intitulada Canto da Sereia prendeu uma jovem acusada de atrair um homem para queimá-lo vivo, em novembro do ano passado

Acusada de homicídio foi presa nesta quinta-feira -  (crédito: Reprodução/PCDF)
Acusada de homicídio foi presa nesta quinta-feira - (crédito: Reprodução/PCDF)
postado em 08/02/2024 10:31 / atualizado em 08/02/2024 14:04

Na manhã desta quinta-feira (7/2), a Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF), por meio da 26ª Delegacia de
Polícia, prendeu uma mulher, 20 anos, acusada de homicídio. A operação foi intitulada Canto da Sereia. Na ocasião do crime, ocorrido em novembro de 2023, a jovem atraiu um homem, 41 anos, para queimá-lo vivo.

O corpo da vítima foi encontrado carbonizado no lixão do Morro do Sabão, no Parque Gatumê, em Samambaia. A identificação do homem foi dificultada devido ao estado do corpo.

As investigações da 26ª DP revelaram que a vítima, que atuava como garoto de programa e agenciador de mulheres, foi atraída pela criminosa para o local do crime sob o pretexto de fazer uma oferenda umbandista. O homem e a mulher tinham o costume de realizar oferendas juntas, o que não despertou nenhuma desconfiança na vítima.

No lixão, ele foi amarrado a pneus e queimado vivo. As informações preliminares do exame cadavérico indicaram que ele ainda estava vivo quando foi incendiado. “Os motivos do crime ainda não foram esclarecidos. A Polícia Civil continua investigando o caso para verificar se outras pessoas auxiliaram a acusada no crime”, destaca o delegado-chefe da 26ª DP, Gleyson Mascarenhas.

A mulher presa responderá pelo crime de homicídio qualificado, com pena prevista de até 30 anos de prisão. Ela se encontra recolhida na carceragem da PCDF, à disposição da Justiça.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação