SAÚDE

DF adere ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal

Governador Ibaneis assinou adesão em cerimônia no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT). Outros órgãos também tiveram a mesma iniciativa

Autoridades em cerimônia de adesão ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal -  (crédito: Mila Ferreira)
Autoridades em cerimônia de adesão ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal - (crédito: Mila Ferreira)
postado em 21/02/2024 20:03

O Distrito Federal aderiu, nesta quarta-feira (21/2), ao Pacto Nacional pela Consciência Vacinal, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP). Em evento no Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT), o governador Ibaneis Rocha (MDB) assinou o documento de adesão, que tem o objetivo de conscientizar a população acerca da importância da imunização para a prevenção de doenças e a retomada dos índices seguros de cobertura vacinal em todo o território nacional.

""Passamos por um período de redução da cobertura vacinal, mas, a partir do ano passado, passamos a inverter essa regra aumentando a cobertura. Esse pacto vem reforçar tudo isso. Precisamos conscientizar a população cada vez mais", declarou Ibaneis Rocha, no ato da assinatura.

Para reforçar e atingir as metas de aplicação de cada imunizante, o Governo do Distrito Federal instituiu a vacinação extramuros — quando é realizada fora do estabelecimento credenciado. Segundo a secretária de Saúde, Lucilene Florêncio, a busca ativa é uma das causas que refletem o aumento no índice de vacinação na população. “Aqui no DF, nós saímos na frente quando começamos a vacinar fora das unidades de saúde e hoje somos referência dessa prática no país. Nós temos o carro da vacina indo de porta em porta em todas as regiões. Estamos presentes em escolas, eventos e feiras, por exemplo. Não há nenhuma barreira de território. Se o usuário não consegue chegar até nós, nós iremos até ele”, defendeu Lucilene.

Além do MPDFT e do TJDFT, aderiram à iniciativa a Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp) e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). O desembargador e presidente do Tribunal de Justiça do DF, José Cruz Macedo, reforçou a necessidade de ampliar medidas de conscientização entre a população. “É uma satisfação para o tribunal participar do Pacto pela Consciência Vacinal. A maior importância com esse compromisso é divulgarmos a necessidade da vacina e do compromisso e responsabilidade que os familiares têm com a imunização”, pontuou.

O procurador-geral de Justiça do DF, Georges Seigneur, ressaltou a importância da vacina. "O programa brasileiro de vacinação é muito eficiente. Quanto mais pessoas vacinadas, teremos uma população mais saudável e um número menor de doenças. É fundamental que as pessoas tenham consciência de que crianças e adultos precisam ser vacinados", declarou.

Pacto Nacional pela Consciência Vacinal

Lançado no dia 30 de novembro de 2022 pela Comissão da Saúde do CNMP, o programa visa incentivar uma atuação coordenada e nacional entre as unidades do Ministério Público espalhadas pelo país e órgãos e entidades envolvidos com a saúde pública em busca da consciência vacinal e da retomada de índices seguros e homogêneos de cobertura de vacinas em todo o Brasil.

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação