Energia

Dois açougues de mesma rede são flagrados furtando energia no DF

O prejuízo gira em torno de R$2 milhões. Os açougues que furtavam energia estão localizadas em Sobradinho e Planaltina

Operação Carne Fresca identificou os dois açougues -  (crédito: Neoenergia )
Operação Carne Fresca identificou os dois açougues - (crédito: Neoenergia )
postado em 02/04/2024 10:55

Uma operação da Neoenergia, nomeada de “Operação Carne Fresca”, encontrou dois açougues de uma mesma rede do Distrito Federal, uma das maiores da região, furtando energia. A ação foi realizada no fim da semana passado e as unidades estão localizadas em Sobradinho e Planaltina. A estimativa é de que a energia recuperada seja de 2,1 GWh, com um prejuízo de aproximadamente R$ 2 milhões, o que seria suficiente para abastecer mais de 11,5 mil residências pelo período de 30 dias.

De acordo com a Neoenergia, toda energia não medida e consumida será cobrada por meio de processo administrativo. Durante a ação, as irregularidades foram retiradas, os estabelecimentos regularizados e os boletins de ocorrência foram registrados na Polícia Civil.

“A nossa missão é intensificar as fiscalizações e garantir que novas operações para combater o furto de energia elétrica sejam realizadas em todo o Distrito Federal", declarou Madson Melo, gerente de Proteção da Receita da Neoenergia Brasília. “É importante reforçar que todos nós pagamos pelo prejuízo causado por esse tipo de crime", destacou.

 

Segurança
A distribuidora reforça que os “gatos" representam riscos para a segurança de quem os realiza e da população. Além disso, o furto de energia prejudica o fornecimento de energia da região, podendo causar graves problemas para a rede elétrica e ocasionar a interrupção do abastecimento.

Crime
O furto de energia é crime previsto no artigo 155 do Código Penal Brasileiro, com pena de até a oito anos de reclusão pela prática ilegal.

Denúncia
A empresa de energia elétrica reforça que o apoio da comunidade é essencial para identificar os desvios e acionar a concessionária. As denúncias podem ser feitas, de forma anônima, nos canais de atendimento da Neoenergia, por meio do telefone 116 ou presencialmente em uma das lojas de atendimento da empresa.

 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação