Música

Anitta lança videoclipe de 'Me gusta', com Cardi B e Myke Towers

De acordo com a cantora, a música, gravada em Salvador, é um retrato de representatividade da cultura brasileira

Maria Baqui*
postado em 18/09/2020 16:30 / atualizado em 18/09/2020 17:04
 (crédito: BPM Com/ Divulgação)
(crédito: BPM Com/ Divulgação)

O novo single de Anitta, em parceria com Cardi B e Myke Towers, está disponível em todas as plataformas de streaming. A música, intitulada Me gusta, faz parte do primeiro álbum internacional da cantora e harmoniza as clássicas batidas do funk com o suingue do pagodão baiano. Na visão de Anitta, os dois gêneros são, por diversas vezes, alvo de preconceito no país, tendo em vista a origem periférica de ambos. “É para a mistura afro-latina que eu mais gosto de dar voz, dar visibilidade”, considera a artista entrevista em coletiva.

Ainda que com foco maior em ascender na carreira internacional, a artista não deixa de lado a ideia de representar a cultura brasileira nas produções musicais e cultivar o carinho dos fãs do Brasil. O videoclipe de Me gusta foi gravado em Salvador, especificamente no Pelourinho. “Contratamos profissionais em cultura afro, que pudessem falar de representatividade”, explica Anitta.

A nova música foi projetada como uma mensagem cultural do centro da capital baiana e da população que vive na cidade. Segundo ela, o Pelourinho foi escolhido por ter um passado de uma história triste e de um povo que precisa brilhar. “Minha expectativa é que o povo brasileiro se sinta bem representado. Então, foi tudo preparado com muito cuidado, com muita história”, enfatiza a cantora.

A produção da faixa ficou por conta de Daniel Russell, conhecido pelos trabalhos com Justin Timberlake e Khalid. Além do produtor internacional, Anitta não hesitou em convidar o grupo ÀTTØØXXÁ para produzir parte do novo trabalho. “A parte de funk eu consigo fazer, porque sou eu quem faço minhas próprias músicas. Mas, a parte de pagodão eu não consigo, então liguei pro ÀTTØØXXÁ e pedi pra eles criarem o flow baiano”, conta a funkeira.

Nas filmagens de Me gusta, aparecem diversas modelos em um desfile de moda em uma passarela criada nas ruas do bairro. “É o momento de grandeza, de exaltar a beleza, de mostrar todo o tipo de mulher”, comemora. Anitta complementa ainda que a produção inclusiva reuniu mulheres transsexuais, plus size, afrolatinas, drag queens e diversas outras personalidades que possam descrever a diversidade étnica e de gênero no país.

O figurino de toda a produção audiovisual ficou por conta da estilista norte-americana Janelle R. Miller, que investiu tempo e dedicação para criar looks engajados, chamativos e coloridos.

Parceria

A participação de Cardi B, mundialmente presente nas paradas musicais mundiais com WAP, foi uma grande surpresa para Anitta. Ela revelou que soube da novidade quando a música já estava pronta e que a reação dela ao descobrir a parceria foi a compartilhada nas redes sociais.

“Foi uma surpresa do meu manager. Eu estava na Europa e ele falou pra aprovarmos a nova música pelo Zoom. Quando fui ouvir tinha a voz da Cardi B! Demoraram uns três minutos para eu fechar minha boca!”, relembrou Anitta.

Para intensificar a emoção da cantora, Cardi B já havia começado a gravar as cenas para o videoclipe, à distância, dos Estados Unidos. No entanto, o resultado final da produção dá a sensação de que a rapper está de fato no Pelourinho, ao lado de Anitta.

Cardi B, que recentemente pediu o divórcio do rapper Offset, utilizou o Twitter para divulgar o novo single. Em uma publicação, a rapper informou aos fãs de que não consegue parar de ouvir Me gusta. “Eu realmente amei essa música. Eu tenho que ouvir uma música umas três vezes. Mas assim que eu ouvi a música no fim do dia, quando eu fui dormir, fiquei repetindo o refrão na minha cabeça", escreveu.

Em relação à letra do single, que conta com trechos sensuais, a carioca comentou que sempre haverá alguém para julgar, mas que o artista deve se impor. “Às vezes, para provocar mudança, a gente precisa dar um empurrão mais forte, para que as pessoas aceitem ou passem a conversar mais sobre um assunto como algo normal”, diz. Anitta completou ainda que este tipo de julgamento é um reflexo machista de parte da sociedade. “Por muito tempo a gente vê o homem cantando esse tipo de coisa e nada se fala. Isso é uma coisa que eu tento lutar contra”, reflete a cantora.

Reconhecimento

São diversas as ações que fazem Anitta ser vista internacionalmente. Em 23 de setembro, a cantora brasileira participará do programa de Jimmy Fallon. “Muito feliz de ter a oportunidade de estar lá mais uma vez, antes eu fui (como) participação. Agora estou indo com minha própria música”, explica a artista, que esteve presente no programa em 2017, ao lado de Iggy Azalea, para apresentar a música Switch.

 

*Estagiária sob supervisão de Adriana Izel

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação