TRAGÉDIA

Jornal revela últimas palavras de diretora que levou tiro de Alec Baldwin

O 'Los Angeles Times' conversou com testemunhas que presenciaram a tragédia; relatos indicam a surpresa e confusão de Halyna Hutchins após ser baleada

Ronayre Nunes
postado em 01/11/2021 23:27
Homenagem realizada para Halyna Hutchins: novos detalhes surgem sobre o acidente fatal -  (crédito: Sam Wasson via AFP - Angela Weiss / AFP)
Homenagem realizada para Halyna Hutchins: novos detalhes surgem sobre o acidente fatal - (crédito: Sam Wasson via AFP - Angela Weiss / AFP)

Após Halyna Hutchins, 42 anos, morrer em decorrência de um tiro acidental dado pelo astro de Hollywood Alec Baldwin no set de gravação de Rust, mais detalhes acerca da tragédia ganham os holofotes. A novidade publicada pelo jornal norte-americano Los Angeles Times, nesta segunda-feira (1º/11) foram as últimas palavras da diretora de fotografia antes de ser levada para o hospital — e morrer.

Segundo o jornal, que ouviu 14 testemunhas do acidente, Alec Baldwin treinava para a cena antes de puxar o gatilho. Ele repetia a ação de puxar a arma do suporte na calça, mas não atirava. “Então, eu acho que vou puxar, apontar e ‘bang’”, teria dito o ator.

Quando o ator realizou a ação, desta vez puxando o gatilho — esperando sair uma bala de festim — a arma disparou uma bala real.

O tiro acertou a parte de cima do estômago de Halyna, atravessou o corpo e bateu no ombro do diretor Joel Souza — que estava atrás dela. A mulher caiu sobre os braços de um eletricista que trabalhava na produção.

Após o estrondo da bala, o primeiro a se pronunciar foi Souza, que teria gritado: “Que p**ra foi essa? Está queimando!”

Baldwin então abaixou a arma e gritou: “Que p**ra aconteceu?”

Os relatos que se seguem são de muita gritaria e correria no set.

Um operador de boom (uma espécie de microfone) correu para o lado de Halyna e disse: “Isso não é bom” e ela então respondeu: “Não, isso não é bom. Isso não é nada bom”.

Algumas horas depois ela foi declarada morta já no hospital.

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE