TELEVISÃO

Breno da Matta interpreta o Pastor Lívio no remake de Renascer, na Globo

Ator baiano, Breno da Matta revela que a polêmica do personagem era forte em 1993 e ficou maior em 2024. Líder religioso terá caso com uma mulher casada e o intérprete defende a humanização dos evangélicos. "Sem caricatura", argumenta

O ator Breno da Matta, intérprete do Pastor Lívio em Renascer  -  (crédito: Caio Oviedo)
O ator Breno da Matta, intérprete do Pastor Lívio em Renascer - (crédito: Caio Oviedo)
postado em 10/02/2024 15:00

Originalmente exibida em 1993, o remake de Renascer, novela das 21h da Globo, inova ao unir um padre e um pastor. Com uma vida dedicada à vocação religiosa, o Pastor Lívio (Breno da Matta) cresceu em um lar evangélico batista e desde muito cedo percorre o caminho da fé dentro da Igreja, até que seus questionamentos falam mais alto e o levam para as estradas em busca de Deus. Nessa via-sacra, os seus caminhos e os de Padre Santo (Chico Diaz) se cruzam. 

Na obra original de Benedito Ruy Barbosa, Lívio e Santo são sacerdotes católicos. Agora, a atualização feita por Bruno Luperi — neto do criador — embarca na diversidade e abraça também o público evangélico. Na novela exibida em 1993, o então padre Lívio entra em conflito ao se apaixonar por uma mulher. Agora, como pastor, sem o celibato, a dinâmica será outra, aprofundando um triângulo amoroso que envolve Joaninha (Alice Carvalho) e o marido dela, Tião Galinha (Irandhir Santos). 

Novas discussões

Para o intérprete, Breno da Matta, a polêmica do personagem era forte em 93 e ficou maior em 2024. "Não foi somente a denominação religiosa, mas a origem do Lívio também mudou. Antes, ele chegava para ajudar o padre em uma história que ele já conhecia. Mas agora, as razões e o disparador vêm de forma diferente. A nova roupagem vem pela importância dos protestantes no Brasil, que existiam na época, mas não eram tão visados. O Lívio traz discussões pertinentes para a sociedade de 2024 que em 1993 não eram aprofundadas, não tinha essa lupa", afirmou o ator à reportagem.

Breno destaca que o público pode esperar uma caricatura grotesca do que o evangélico hoje se tornou para algumas coisas, mas ressalta que buscou referência em pessoas reais da religião, como amigos. "Precisamos mostrar o que é a verdadeira fé independentemente da crença e da doutrina. Religiões são feitas pelos seres humanos, e esses seres humanos podem fazer o mal em qualquer local. Essas figuras de cunho espiritual vêm para falar sobre isso. Essa dicotomia é rica na diversidade de misticismo e esse é o Brasil profundo", defendeu.

Em Renascer, o pastor terá uma importante função para a personagem Dona Patroa (Camila Morgado). Ela é uma mulher evangélica ferrenha, casada com o fazendeiro machista Egídio (Vladimir Brichta) e, por meio de Lívio, abordará questões sobre o papel da mulher na família e na sociedade. "A história de submissão e silenciamento da Dona Patroa não foi uma discussão na trama original porque não era uma questão em 93. Mas agora ela vai ser mostrada e deve incomodar, sim, porque mostra uma verdade e isso está sendo bem construído. Lívio tem esse lugar de trazer reflexões e discussões", adiantou. 

Defesa do gênero

Nascido na mesma região cacaueira onde se passa a novela, o baiano Breno da Matta é filho de um engenheiro agrônomo que entende bem do assunto tratado na narrativa. Por lá, segundo o ator, só se fala nisso. "As pessoas se enxergam. Novela é a formação do brasileiro e ele segue gostando", defendeu o estreante no gênero em um papel fixo, mas já veterano em participações. "Novela tem muita qualidade, sim, e é para quem tem bom gosto, sim. E, se é bom, o público abraça", argumentou.

Cria do teatro, Breno considerou o novo trabalho uma experiência rica. "É tudo muito diferente do que já fiz. Fiz série, cinema, mas novela é uma dinâmica nova sendo adaptada. Tem muito texto para decorar, cenas diárias, núcleos diferentes. A minha técnica consiste em decorar, gravar e libera o espaço no HD para o que vem pela frente. É tudo uma loucura. São 33 milhões de casas ligados em uma novela das 21h. Vamos ver como será a recepção do público quando o Lívio entrar no ar", finalizou o ator, que também estará em Justiça 2, no Globoplay.

 

Gostou da matéria? Escolha como acompanhar as principais notícias do Correio:
Ícone do whatsapp
Ícone do telegram

Dê a sua opinião! O Correio tem um espaço na edição impressa para publicar a opinião dos leitores pelo e-mail sredat.df@dabr.com.br