GAFE

Em leilão 5G, Bolsonaro confunde Torre de Pisa com "Torre de Pizza"

Chefe do Executivo ainda falou que um dos benefícios da chegada do 5G ao país será a geração de matérias jornalísticas por parte de indígenas sobre a Amazônia que serão enviadas internacionalmente. "Não vai ser só aquela fábrica de fake news que temos aqui no Brasil", disse

Ingrid Soares
postado em 04/11/2021 11:36 / atualizado em 04/11/2021 12:00
 (crédito: Reprodução / TV Brasil)
(crédito: Reprodução / TV Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro voltou a se confundir nesta quinta-feira (4/11) durante discurso no leilão do 5G ao chamar a Torre de Pisa, na Itália, de "Torre de Pizza".

"É uma satisfação muito grande estar aqui com pessoas que fazem a diferença. É uma equipe. E toda semana esse governo tem algumas realizações a apresentar. Eu ando pelo Brasil, pelo mundo também. Estive há pouco (viajando) na Itália. Todo o percurso de carro, total de duas horas, tinha internet. Me marcou quando fui visitar a Torre de Pizza (Pisa) e um garoto perguntou: "A Amazônia está pegando fogo?"

O chefe do Executivo ainda falou que um dos benefícios da chegada do 5G ao país será a geração de matérias jornalísticas por parte de indígenas sobre a Amazônia que serão enviadas internacionalmente. Ele não deu maiores detalhes sobre o assunto, mas defendeu que, com isso, "não vai ser só aquela fábrica de fake news que temos aqui no Brasil". O presidente criticou, na quarta-feira (3), o discurso da índigena Txai Suruí, na abertura da 26ª da Cúpula do Clima em Glasgow, na Escócia. Bolsonaro decidiu não participar do evento e enviou um vídeo.

"Em uma das minhas idas à Amazônia estava como Fabio (Faria, ministro das Comunicações), passamos em duas comunidades indígenas: a dos Tucanos e dos Yanomamis. O que ele pediram para nós? Pediram internet. E quando a gente vê nossos irmãos indígenas com internet, eles vão começar a fazer matéria da Amazônia e mandar para fora. Não vai ser só aquela fábrica de fake news que temos aqui no Brasil, difamando a nossa Pátria, desinformando. Vamos ter a realidade pura que a gente vê", defendeu.

Bolsonaro relatou no último dia 1º, em entrevista na Itália, perguntas de crianças italianas feitas a ele: "E a Amazônia, tá pegando fogo?". O chefe do Executivo rebateu alegando que "a Califórnia pega mais fogo que o Brasil, mas que ninguém fala nada". Ele ainda justificou que "a notícia que chega quase sempre não é a verdadeira".

Na mesma data, ele se confundiu e trocou o nome do enviado especial dos Estados Unidos para questões climáticas, John Kerry, com o do ator e humorista Jim Carrey, intérprete de filmes como O Máscara, Debi e Lóide e Ace Ventura.

Já no dia 3, o presidente chamou o senador italiano de ultradireita Matteo Salvini, com quem se encontrou na Itália, de "Salvati".

 

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE