Eleições

Alessandro Vieira rebate Doria sobre federação entre PSDB e Cidadania

Governador de São Paulo comemorou federação partidária com a legenda nas redes sociais. Para isso acontecer, contudo, um dos dois precisaria abrir mão da candidatura à Presidência

Bernardo Lima*
postado em 28/01/2022 12:05 / atualizado em 28/01/2022 12:06
 (crédito:  Roque de Sá/Agencia Senado)
(crédito: Roque de Sá/Agencia Senado)

O senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), pré-candidato à Presidência, disse nesta sexta-feira (28/1) que os presidentes do PSDB e do Cidadania “não têm poder” para decidir pela formação de uma federação para as eleições de outubro entre os dois partidos.

Ambos têm pré-candidatos ao Planalto: o governador João Doria (PSDB-SP) e Vieira, mas o modelo de federação só permite um candidato. Isso significa que um deles precisaria abrir mão da candidatura.

Em sua conta no Twitter, Vieira reagiu a uma publicação de Doria, na qual o governador de São Paulo comemorava a decisão dos presidentes do PSDB e Cidadania de criar uma federação partidária entre as duas siglas.

Na quinta-feira (27), o senador já tinha protestado contra a criação de um federação do Cidadania com um partido que tivesse outro nome postulante à Presidência. Ele alegou que seria necessário um “ajuste coerente de programa”.

*Estagiário sob a supervisão de Andreia Castro

Os comentários não representam a opinião do jornal e são de responsabilidade do autor. As mensagens estão sujeitas a moderação prévia antes da publicação

CONTINUE LENDO SOBRE